Como é a nova CNH?

nova_cnh

O ano começou cheio de mudanças para os estradeiros e para as leis de trânsito. Teve alteração na resolução que abrange amarração de cargas, teve mudança para as carretas basculantes e muitos anúncios sobre a nova CNH.

Por isso, hoje vamos responder algumas dúvidas sobre o que muda no novo modelo da CNH, que andou intrigando muita gente. Afinal, como é a nova CNH?

A primeira coisa que você precisa saber é que a nova CNH só começa a valer em 1º de janeiro de 2019. A principal mudança no documento é o seu formato, que será em cartão.

nova_cnh

De acordo com o Ministério das Cidades, a nova CNH amplia as possibilidades de utilização dos documentos, a consulta e a verificação de inúmeros dados.

Os órgãos e entidades executivas de trânsito dos estados e do Distrito Federal tem o ano de 2018 para se preparar para adotarem o novo modelo da Carteira Nacional de Habilitação. A partir de 2019, a nova CNH estará disponível em todo o país.

Além de maior resistência e durabilidade, a nova CNH em cartão considera a possibilidade de inserção de dados e informações relativas aos condutores nos chips, bem como facilita acesso a certificados digitais. Ela amplia as possibilidades de utilização dos documentos, a consulta e a verificação de inúmeros dados.

Segundo o Ministério das Cidades, os motoristas também poderão usar o documento para pagamento de pedágio, de transporte público e para controle de acesso (prédios públicos, universidades, estacionamentos etc).

nova_cnh

Como essa mudança foi anunciada há pouco tempo, ainda não se sabe tanto sobre a nova CNH. Um detalhe que preocupa principalmente quem trabalha no trecho é a parte de trás da nova CNH e as possíveis alterações que ela pode trazer para as categorias de habilitação. A repórter Paula Toco falou sobre isso no Pé na Estrada. Aperte play e assista o vídeo!

 

CNH digital

Outra mudança anunciada recentemente nas carteiras de habilitação é a CNH digital. Desde agosto, a versão de teste da CNH eletrônica já está disponível para ser baixada pelos motoristas. O documento digital deveria começar a ser utilizado em fevereiro deste ano, mas o prazo foi adiado para 1º de julho.

A CNH digital será opcional, ou seja, o motorista não é obrigado a emiti-la. A versão impressa continuará a ser usada normalmente.

nova_cnh_digital_e_cnh_habilitacao

Os órgãos recorreram ao adiamento pois, até o momento, menos da metade dos estados estavam preparados ou já emitindo a CNH-e. Além disso, houve um pedido da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) para adequar a CNH Eletrônica nos procedimentos de embarque de passageiros. Atualmente, a agência já se adequou e aceita a CNH digital como documento de identificação para vôos domésticos.

O primeiro estado a disponibilizar a tecnologia foi Goiás. Confira neste link quais Detrans já disponibilizam a CNH digital.

Nova_CNH

Imagem: Elielton Lopes/G1

Para obter a CNH digital, o motorista precisará da CNH impressa com QR Code. Caso seu estado já disponibilize a emissão do documento digital, é só seguir os passos:

– cadastrar-se no Portal de Serviços do Denatran;

– ir ao Detran onde foi emitida a CNH impressa para confirmar seus dados (quem optar por usar um certificado digital, que é pago, pode fazer todo o processo online);

– cabe a cada Detran a decisão de cobrar ou não pela via digital, e determinar um valor a ser pago;

– baixar o aplicativo gratuito da CNH digital, que estará nas disponível para Android e iOS;

– acessar o aplicativo por meio de um código de ativação que o Denatran enviará por e-mail aos usuários inscritos, quando o estado disponibilizar a CNH digital;

– criar uma senha de 4 dígitos para acessar o documento no celular.

A CNH digital é importante pois evita que o motorista esqueça o documento ao dirigir. Dirigir sem o documento, mesmo que a pessoa esteja habilitada, é infração leve que acarreta multa no valor de R$ 88,38, mais 3 pontos na carteira, além de reter o veículo até a apresentação do documento.

Mesmo sem internet, o condutor poderá usar o aplicativo para acessar a CNH digital. De acordo com o Denatran, será necessária conexão com a internet somente no primeiro acesso, depois, a CNH estará disponível off-line.

E você, também tem alguma dúvida sobre o trecho? Fique ligado e acompanhe nossas transmissões ao vivo pela fanpage do Pé na Estrada no Facebook, todas as terças-feiras às 12h00 e as sextas-feiras na página de Pedro Trucão e na Web Estrada, também às 12h00.

 

Por Pietra Alcântara

1