terça-feira, outubro 27, 2020
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

8 perrengues que todo caminhoneiro já passou

- Publicidade -

A vida de estradeiro é cheia de desafios e aventuras. Por isso, resolvemos reunir uma lista de 8 perrengues que todo caminhoneiro já passou. Confira os perrengues a seguir e veja se você se identifica com algum deles.

Leia também: 8 coisas que você já fez ao volante, mas não deveria

 

1. Passar por um trecho ruim

carro deveria saber sobre caminhoes buraco

Quem nunca teve que rodar por uma estrada ruim? Buracos, pavimentação gasta e muitas vezes até a falta de pavimentação dificultam a vida do motorista e do caminhão.

De acordo com Alexandre Capelli, engenheiro da Iveco, as partes mais afetadas por estradas difíceis são os componentes de suspensão do bruto – eixos, molas, amortecedores, cubos e rolamentos, suportes. Porém, chassi e outros elementos estruturais também podem ser comprometidos. As baterias também podem sofrer deterioração acelerada em função da vibração excessiva.

 

2. Caminhão quebrado

perrengues caminhao quebrado

Quem nunca ficou na mão por causa de algum problema no caminhão? O motorista pode ser surpreendido por algum imprevisto mas, na maioria das vezes, um caminhão que quebra no meio da estrada já estava dando sinais de algo não ia bem.

Por isso, fazer check-up com certa regularidade e investir em manutenção preventiva pode evitar esse tipo de perrengue, além de te fazer economizar uma boa grana.

 

3. Fazer gambiarra

perrengues gambiarra

Quando o caminhão apresenta um problema no meio do percurso, muitos estradeiros decidem fazer uma gambiarra para poderem seguir viagem. Quem nunca?

A gambiarra pode salvar o motorista caso o lugar seja perigoso demais de ficar parado ou caso ele precise chegar logo ao seu destino. Mas não vale deixar a gambiarra ali para sempre! O ideal é consertar o caminhão assim que o motorista se encontrar em um lugar seguro e adequado para isso.

 

4. Perigo de roubo de carga e assalto

Seja durante a noite ou durante o dia, em trechos isolados ou quando o veículo quebra e o motorista é obrigado a parar e aguardar por ajuda – um risco constante que o estradeiro passa é o de roubo de carga e assalto.

A insegurança da profissão preocupa as famílias dos caminhoneiros e tira o sono de muitos. Mesmo que um motorista nunca tenha passado por essa situação, o temor de sofrer um assalto é algo que todo caminhoneiro já sentiu.

 

5. Veículos mais lentos na estrada

protesto na BR 381
Imagem: Divulgação/Estradas

Quem nunca ficou “preso” por um veículo lento – grande ou pequeno – sem poder ultrapassar? O parceiro Fábio Nunes conta que no trecho da BR 452 entre Itumbiara Goiás e Rio Verde isso é comum.

Ele explica que há uma usina na região de Itumbiara e que os caminhões, que possuem velocidade controlada, chegam a parar a rodovia pelo grande movimento. “Aquele trecho já parou da hora do governo duplicar. É um trecho pouco fiscalizado pela PRF”, relata Fábio.

 

6. Precisar ir ao banheiro e não ter onde ir

perrengues banheiro

Essa é clássica! As vezes o motorista té encontra um local com banheiro, mas as condições são bem ruins. Infelizmente a falta de estrutura de postos e paradas faz com que muitos estradeiros passem por esse tipo de perrengue.

 

7. Almoço muito caro

Existem opções de almoço que cabem no bolso do estradeiro. Mas já passou aquele perrengue de não encontrar um lugar em conta e ter de pagar caro pela refeição? Muitos motoristas já passaram.

Para evitar esse problema, alguns pesquisam com antecedência o local que pretendem parar ou levam consigo a caixa cozinha, para prepararem o próprio almoço.

 

8. Dor nas costas

Um caminhoneiro pode passar horas na mesma posição, dependendo da duração da viagem. Essa rotina infelizmente pode causar dores nas costas, um perrengue que todo profissional do volante já sentiu na pele.

O melhor a fazer é tentar prevenir as dores: fazer intervalos de duas em duas horas para alongar o corpo e colocar um apoio no assento do banco podem ajudar, segundo o Detran.

 

E você, estradeiro? Já passou algum desses perrengues? Comente!

 

Por Pietra Alcântara

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Você pode gostar
posts relacionados