terça-feira, maio 18, 2021

80% das paradas podem ser evitadas com manutenção preventiva

Uma parada não planejada é problema para empresas de transporte de cargas. Além da inconveniência para o motorista, cria custos adicionais de reparos, perda de receita e, no pior dos casos, danos à reputação nos clientes.

Para identificar os motivos que levam a paradas inesperadas e evitá-los, a Volvo Trucks realizou, na Europa, uma pesquisa baseada em dados de 3.500 caminhões Volvo em um período de mais de cinco anos. Com essa base de estatísticas reais, a empresa pode realizar simulações avançadas e gerar uma gama de possíveis situações de manutenção para analisar como, porque e quando os caminhões têm paradas não planejadas.

“O estudo mostrou claramente que monitorar o uso do caminhão e a condição de diferentes componentes chave do veículo, possibilita planejar melhor a manutenção. Acreditamos que podemos reduzir o número de paradas não planejadas em 80% se a manutenção do caminhão for realizada dentro dos prazos ou em resposta às necessidades reais,” explica Hayder Wokil, diretor de Qualidade e Disponibilidade da Volvo Trucks.

Caminhões conectados são o caminho para zero paradas não planejadas. Um dos principais pré-requisitos para a redução do número de paradas não planejadas é ter condições de prever as necessidades em serviços e manutenção, e de customizar o atendimento para cada caminhão individualmente, levando em consideração a especificação do caminhão, em que tipo de ambiente vai rodar, o tipo de carga que vai transportar e quais distâncias percorrerá a cada ano. (veja vídeo da Volvo com legenda em português)

No Brasil, a Volvo também vem investindo na conectividade de seus veículos, um exemplo já disponível para a nova linha F é o Voar Oncall, que facilita a conexão do motorista com o VOAR (Volvo Atendimento Rápido) por meio de um toque em botão disponível no painel do caminhão. Ao acionar o botão, todas as informações sobre o caminhão e o foco do motivo da parada relatado pelo motorista podem ser acessados por técnicos da Volvo remotamente.

A manutenção preventiva ainda é um desafio na cultura brasileira, mas tem crescido nos últimos anos, conforme transportadores e autônomos percebem sua importância e fazem as contas entre parar preventivamente x quebrar no meio da estrada.

Por Paula Toco com informações Volvo Caminhões

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Você pode gostar
posts relacionados