terça-feira, julho 27, 2021

ANTT divulga reajuste do piso mínimo após alta do diesel superar 10%

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) publicou nesta quarta-feira, 3, a Portaria nº 90/2021, com o novo reajuste do piso mínimo de frete. O reajuste do preço do diesel pela quarta vez somente este ano fez com que o aumento fosse superior a 10%, limite previsto na Política Nacional de Pisos Mínimos.

Segundo a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), o preço médio do óleo diesel S10 no Brasil entre 29 de novembro e 5 de dezembro de 2020 era de R$ 3,663 por litro. Na última atualização feita pela agência, entre os dias 21 e 27 de fevereiro deste ano, o valor chegou a R$ 4,25. Isso representa uma variação de 16% no preço médio do combustível.

A última atualização da tabela de frete havia sido em janeiro deste ano. A Lei 13.708/2018 prevê uma atualização dos valores do piso mínimo por pelo menos duas vezes ao ano, em janeiro e em julho, ou quando há uma variação no preço do diesel acima de 10%, motivo que a ANTT publicou os novos valores no Diário Oficial da União (DOU).

O Pé na Estrada comparou os valores publicados hoje com os valores anteriores. Todos os exemplos foram tirados de sites que divulgam frete de transportadoras.

reajuste da tabela de frete

Não sabe calcular o piso mínimo? Clique aqui e aprenda passo a passo.

Confira aqui os números atualizados para fazer o cálculo.

Exemplo 1 – Tabela A

Usamos essa tabela por se tratar de um caminhão e não apenas do cavalo mecânico.

Origem: Rio Verde/GO

Destino: Caruaru/PE

Número de eixos: 3

Produto: Diversos (carga geral)

Distância: 2.453 KM (google maps)

Na tabela anterior, publicada em janeiro, os valores do piso mínimo para o cálculo seriam esses:

  • CC = 236,21
  • d = 2.453 KM
  • CCD = 2,4922

O valor mínimo do frete era equivalente a R$ 6.349,57.

Na tabela nova, publicada nesta quarta-feira, os valores para o cálculo são:

  • CC = 236,21
  • d = 2.453 KM
  • CCD = 2,6879

O valor mínimo do frete equivale a R$ 6.829,62.

A diferença entre os dois valores é de R$ 480,05.

No site em que este frete foi divulgado, o valor oferecido era de R$ 9.300,00, mais a descarga.

Exemplo 2 – Tabela A

Origem: Rio Verde/GO

Destino: Cambará/PR

Número de eixos: 7

Produto: Carga perigosa (Granel sólido)

Distância: 773 KM (google maps)

Na tabela anterior:

  • CC = 468,41
  • d = 773 KM
  • CCD = 4,6824

O valor mínimo do frete era equivalente a R$ 4.087,90.

Na tabela nova:

  • CC = 468,41
  • d = 773 KM
  • CCD = 4,9759

O valor mínimo do frete equivale a R$ 4.314,78

A diferença entre os dois valores é de R$ 226,88.

No site em que este frete foi divulgado, o valor oferecido era de R$ 1.950,00.

Você também pode calcular o piso mínimo usando o nosso aplicativo TRUCÃO. Em breve, os valores serão atualizados por lá.

O reajuste com os preços mínimos do frete rodoviário considerou, além da atualização do preço do diesel, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

Repercussão negativa do aumento

Mesmo com o reajuste do piso mínimo publicado pela ANTT e a iniciativa de zerar os impostos federais do governo, diversos setores da economia estão criticando os sucessivos aumentos do diesel e a dificuldade de repassá-los ao frete.

Para debater o assunto, o Pé na Estrada faz hoje, às 18h, uma live discutindo o porquê da situação e quais caminhos estão sendo pensados para resolvê-la.

Acompanhe pelo: Youtube, Facebook ou Instagram.

Errata: Os valores anteriormente reportados como granel sólido, eram, na verdade, carga perigosa granel sólido. A informação foi corrigida em 14 de julho de 2021.

 

Por Wellington Nascimento

 

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Você pode gostar
posts relacionados