segunda-feira, outubro 26, 2020
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

ANTT e Esalq-Log começam nova rodada de reuniões sobre piso mínimo

- Publicidade -

Uma reunião entre Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e a Fundação de Estudos Agrários Luiz de Queiroz (FEALQ), do Grupo Esalq-Log, da USP, está programada para o próximo dia 26 de setembro. Ela marca o início de uma nova rodada de reuniões sobre o piso mínimo.

Ouça o podcast: Piso mínimo para transporte fracionado: é possível?

reunioes sobre piso minimo

As reuniões fazem parte da programação definida no contrato entre a FEALQ e a ANTT, assinado em dezembro de 2018, que oficializou a parceria do Esalq-Log na regulamentação do frete.

Desta vez, será discutida a possibilidade de serem fixados preços mínimos de frete para o transporte de cargas que tenham custos operacionais diferenciados, tais como vidros, animais vivos, guincho, granéis em silo pressurizado e cargas aquecidas.

Os encontros terão como objetivo coletar opiniões e sugestões a respeito do assunto, reunindo profissionais dos segmentos envolvidos nas cadeias logísticas, como transportadoras, embarcadores e autônomos.

Diferente das reuniões realizadas no primeiro semestre de 2019, o evento será divido por temas, sendo discutidos os aspectos gerais de cada carga especial, a ser realizada na sede do Grupo Esalq-Log. As reuniões acontecerão de forma simultânea, sendo realizadas duas no período da manhã e duas no período da tarde.

No primeiro período, das 9h às 12h, em salas distintas, serão coletadas as sugestões a respeito das cargas a granel em silo pressurizado, vidro e cargas aquecidas. No segundo período, realizado em salas distintas das 14h às 17h, o encontro abordará as cargas de guincho e animais vivos.

Para participar da reunião, é preciso preencher este formulário.

Além disso, o Esalq-Log está coletando dados para serem usados na elaboração da tabela de fretes. Para contribuir, responda ao questionário clicando aqui. As informações coletadas serão sigilosas e em nenhum momento serão divulgadas identificando nominalmente os entrevistados.

 

Por Pietra Alcântara com informações do Esalq-Log

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Você pode gostar
posts relacionados