Em maio, foi sancionado o projeto de lei que amplia os beneficiários do auxílio emergencial. Caminhoneiros e motoristas de ônibus, além de outros profissionais, foram vetados da lista e ficaram de fora. Mas ainda tem gente tentando fazer o auxílio para caminhoneiros se tornar uma realidade.

Leia também: ANTT reduz valor do piso mínimo devido a baixa do diesel

expectativa de vendas de pesados
Auxílio para caminhoneiros é solicitado ao estado de SP

Uma indicação solicitando a criação de um auxílio emergencial aos caminhoneiros de São Paulo foi feita pela deputada estadual Leticia Aguiar (PSL-SP). 

Segundo a assessoria da deputada, trabalhadores da categoria a procuraram solicitando ajuda e alegando dificuldades de trabalhar durante a quarentena.

“Essa é uma das categorias que vem sofrendo durante o período de quarentena. Muitos estão sem trabalhar e, aqueles que conseguem, estão expostos aos diversos riscos de contaminação ao coronavírus. Acredito que seja o momento do Governo apoiar esses trabalhadores, por meio de um auxílio emergencial”, explica a deputada Leticia Aguiar.

O documento foi protocolado na Assembleia Legislativa de São Paulo e deve ser analisado pelo Governo de São Paulo.

 

Outra tentativa

A deputada federal Perpétua Almeida (PCdoB-AC) apresentou em abril o Projeto de Lei 1.953/20, que criava o Programa de Complementação Emergencial da Renda do Caminhoneiro, Transportador Autônomo de Cargas. O projeto visava a disponibilização de um auxílio para autônomos durante o período de calamidade pública devido ao surto de coronavírus no país.

Segundo o texto, o auxílio no valor de R$ 2.000 seria disponibilizado para caminhoneiros autônomos. O projeto foi negado em maio desse ano.

 

Atividade essencial

No fim de abril, o presidente Bolsonaro aumentou a quantidade de serviços considerados essenciais durante a pandemia de coronavírus e incluiu na lista o transporte, armazenamento, entrega e logística de cargas em geral.

Apesar de exigir que a categoria continue trabalhando, o governo federal não aprova o auxílio para os motoristas de caminhão.

 

Por Pietra Alcântara

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here