quarta-feira, outubro 28, 2020
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

BR 163 é monitorada pela PRF para evitar novo bloqueio

- Publicidade -

Na semana passada, um assunto que dominou diversos grupos de WhatsApp de caminhoneiros foi o bloqueio da BR 163, perto de Miritituba, no Pará. Foi um protesto pró-garimpo, exigindo a legalização da atividade na região.

Leia também: Para Anfavea, setembro fecha melhor trimestre do ano

br 163 e
Imagem: Arquivo pessoal, enviado via WhatsApp

O bloqueio revoltou motoristas e causou congestionamentos. Segundo informações da Delegacia de Santarém (PA), a pista foi liberada na madrugada de quinta-feira, 8, após uma decisão da justiça federal de Itaituba. O bloqueio durou cerca de 6 dias.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) segue monitorando a área para evitar novos bloqueios. A BR 163 é uma importante rota de escoamento de soja e outros produtos que seguem de caminhão em direção ao Porto de Miritituba. A duração do bloqueio afetou diretamente motoristas que por ali trafegam.

 

Dificuldade em conseguir informações

Nossa equipe teve certa dificuldade para conseguir informações sobre o ocorrido. Primeiro, vieram os vídeos de WhatsApp. Vídeos e mensagens dos estradeiros que nos acompanham sempre nos ajudam nas pautas. Mas para que vire reportagem, precisamos sempre checar se o vídeo é atual ou antigo, se traz informações verídicas ou falsas.

Para isso, o protocolo é procurar testemunhas e autoridades. Tentamos contato com a assessoria de imprensa da PRF do Pará, porém os números disponibilizados no site da polícia não funcionam.

Tentamos também o telefone da Delegacia de Santarém, que não atendeu na sexta-feira, 9, mesmo em horários diferentes. Nesta terça-feira, 13, conseguimos contato de manhã, por volta das 11h.

Durante a ligação, o oficial – que não disse seu nome quando questionado – respondeu aos questionamentos sobre o protesto e bloqueio da rodovia na semana anterior, com as informações que compõem esta matéria.

 

Por Pietra Alcântara

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Você pode gostar
posts relacionados