quinta-feira, dezembro 3, 2020

Comboio de caminhões autônomos começa a operar nos EUA

- Publicidade -

A Locomation, empresa norte-americana de tecnologia e logística, e a Wilson Logistics, anunciaram uma parceria para colocar em funcionamento um comboio de caminhões autônomos.

A Locomation colocará sua tecnologia de Comboio de revezamento autônomo (Autonomous Relay Convoy, em tradução livre) nos veículos da Wilson Logistics. Se trata de uma tecnologia de caminhões autônomos que forma um comboio, com os primeiros caminhões controlados por um motorista. O acordo entrará em vigor no fim de março.

Leia também: Coronavírus impacta atividade portuária no Brasil

 

Caminhões autônomos guiados por humanos

combio de caminhoes autonomos
Imagem: Locomation/Divulgação

Em comunicado divulgado em 3 de março, a Locomation afirmou que usará um sistema de “comboio autônomo guiado por humanos”, no qual comboios de dois caminhões, usando um motorista no caminhão principal, controlarão o veículo a seguir, usando o sistema totalmente autônomo da empresa.

A operação começará com 62 comboios de dois caminhões ao longo de 11 rotas predeterminadas em que a Wilson Logistics já opera. 

“Faremos grandes progressos na redução de nossos gastos com energia e no aprimoramento de nossa segurança”, defende Darrel Wilson, CEO da Wilson Logistics.

Wilson enfatizou que, durante as primeiras operações, mesmo quando o veículo estiver sendo operado no modo autônomo, haverá um motorista no veículo o tempo todo.

“Esses motoristas estarão de serviço pelo menos no começo, pelo menos até que seja comprovado que é viável que o motorista esteja de folga”, disse Wilson.

Nos últimos meses, funcionários das empresas revisaram as rotas e os horários das operações, determinando onde eles acreditam que a tecnologia autônoma funcionaria da melhor maneira e nas condições mais seguras.

Os caminhões serão conectados usando tecnologia sem fio e não excederão a velocidade máxima da empresa de 100 km/h. Quando no modo de comboio autônomo, os caminhões serão separados por pelo menos 7 metros de distância.

 

Benefícios para motoristas

combio de caminhoes autonomos
Imagem: Locomation/Divulgação

Segundo a Locomation, quando a plataforma for totalmente utilizada, ela reduzirá os custos operacionais em até 52% por quilômetro (33% por milha). Isso pois a empresa promete uma melhoria de 8% nas despesas de combustível, devido à maior eficiência.

O CEO Wilson disse à Transporte Topics que não há planos para reduzir o número de motoristas. Na verdade, ele acredita que isso aumentará os salários dos motoristas, porque a empresa pretende reinvestir parte da verba economizada devido a maior eficiência da operação e aumentar os salários.

“Prevemos que o salário dos motoristas aumentará com esse modelo”, afirma Wilson. Funcionários da Locomation disseram que a nova tecnologia autônoma é compatível com a maioria dos caminhões de última geração que já operam na estrada.

A empresa tem planos ambiciosos para esse programa, já que a expectativa é de expandir para mais de 2 mil caminhões autônomos que operam em mais de 68 rotas. Como é o caso de uma parceria com a Wilson Logistics, essas rodovias serão revisadas pela Locomation e seus parceiros, para garantir que sejam seguras para a operação de veículos autônomos.

 

Adaptado de Transport Topics

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Você pode gostar
posts relacionados