A ViaBahia Concessionária de Rodovias S/A administra trechos das BR-324, entre Salvador e Feira de Santana, e BR-116, de Feira de Santana até a divisa com Minas Gerais. No total são cerca de 680 km no Estado da Bahia, passando por 27 cidades, incluindo a capital Salvador. Há sete praças de pedágios, com cobrança ida e volta, dois na BR-324 e cinco na BR-116.

Segundo a empresa, houve queda de 19,44% no número de vítimas fatais e de 31,57% de feridos nas duas rodovias. Esses resultados são de janeiro a setembro do ano passado, em relação ao mesmo período deste ano. Veja tabela:

De acordo com a ViaBahia, algumas ações que contribuíram para aumentar a segurança nas rodovias são:

  • Implantação de elementos de proteção e segurança;
  • Melhora na condição do pavimento;
  • Implantação de passarelas;
  • Implantação de diversos pontos de iluminação;
  • Duplicação de segmentos importantes e críticos;
  • Fiscalização da Polícia Rodoviária Federal (PRF);
  • Resposta rápida a situações de risco através do Circuito Fechado de TV e atuação das equipes em campo.

Operação Lava Jato

A ViaBahia surgiu em 2009, para disputar a concessão das rodovias em outubro daquele ano. Atualmente está em mudança societária, segundo a assessoria de imprensa, que não informou mais detalhes. O que se sabe é que, originalmente, a ViaBahia era formada pelas empresas Isolux Corsán Participações, da Espanha, e Infravix Participações S.A, do Brasil. A Infravix é uma empresa da Engevix, empreiteira envolvida no escândalo da Petrobras descoberto pela Operação Lava Jato. Passando por dificuldades, a Engevix começou a vender este ano parte de seus negócios.

Passou pelo trecho administrado pela ViaBahia? Comente se está bom mesmo

A nossa reportagem não passou por lá para conferir as melhoras. As informações são da concessionária por meio de sua assessoria de imprensa. Você que utiliza as BRs 324 e 116 no trecho administrado pela concessionária? Pode confirmar se o asfalto está melhor, se mais passarelas, se houve mesmo duplicação em alguns trechos mais críticos e se o atendimento na rodovia é rápido e eficiente? Deixe seu relato nos comentários abaixo.

Por Jaime Alves.
Fotos: assessoria de imprensa da ViaBahia

Leia também:7 coisas que mudaram no mundo do transporte rodoviário – Especial 45 anos Revista O Carreteiro

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here