Após vistoria em rodovia, ViaOeste é multada devido a falta de manutenção no pavimento. A Artesp (Agência de Transporte do Estado de São Paulo) iniciou no dia último dia 15 o processo para aplicação de multa de até R$ 149 mil devido a irregularidades verificadas na Rodovia Raposo Tavares (SP 270) durante a operação “Blitz Olho Vivo”.

ViaOeste_e_multada
Na “Blitz Olho Vivo” foi identificado que a ViaOeste não solucionou uma não conformidade, de um total de 10 apontadas em vistorias anteriores, referente a não realização de limpeza de drenagem. | Imagem: ViaOeste

A operação especial de fiscalização ocorreu entre os municípios de Cotia e Araçoiaba da Serra, do km 34 ao km 115,5, passando pelas cidades de Vargem Grande, São Roque, Mairinque, Alumínio e Sorocaba.

 

Irregularidades da Raposo Tavares

Agentes e técnicos da Artesp já haviam identificado irregularidades nas fiscalizações rotineiras relacionadas a limpeza e varredura de áreas pavimentadas, trechos de asfalto fora dos padrões previstos no contrato e problemas na drenagem, entre outros.

A Blitz realizada no dia 12 de março foi feita com a finalidade de verificar se a concessionária realizou os reparos dentro dos prazos contratuais e se há novas irregularidades no trecho. Essa dinâmica melhora o processo das fiscalizações rotineiras e garante mais conforto e melhores serviços aos usuários das rodovias.

Na “Blitz Olho Vivo” foi identificado que a ViaOeste não solucionou uma não conformidade, de um total de 10 apontadas em vistorias anteriores, referente a não realização de limpeza de drenagem.

Além disso, foi apurada uma não conformidades de notificação imediata referente à falta de sinalização em trecho onde eram realizados serviços de manutenção na pista por equipes da concessionária – não havia placas indicando a aproximação de trecho com interferência e o operário que sinalizava o segmento estava sem bandeirinha sinalizadora, equipamento obrigatório. Essas duas não conformidades acarretaram a abertura automática de processo sancionatório para a concessionária com penalização que pode gerar multa de até R$ 149,8 mil.

A fiscalização apontou ainda outras 33 novas irregularidades referentes a problemas no asfalto, limpeza de drenagem, buracos na pista, lixo na faixa de domínio, lixo ou detritos em áreas pavimentadas (pista ou acostamento), elementos de drenagem danificados, pichação, entre outras.

Esses problemas serão acompanhados pelas fiscalizações rotineiras e podem gerar novas penalizações de advertência ou multa se não forem sanados nos prazos previstos em contrato.

 

Pente-fino

A ViaOeste é responsável pela administração, manutenção e operação de quase 170 quilômetros de pistas. Além do trecho da Rodovia Raposo Tavares (SP 270), a malha sob cuidados da concessionária engloba trechos das rodovias Castelo Branco (SP 280), Senador José Ermírio de Moraes (SP-075) e Doutor Celso Charuri (SPA 91/270). Na Blitz dessa semana, os fiscais da Artesp percorreram 163 quilômetros de pista da SP 270, considerando os dois sentidos do trecho fiscalizado.

 

Balanço

Desde o início da concessão, a Artesp aplicou multas à ViaOeste que somam R$ 26,3 milhões. Uma das demais rodovias pedagiadas vistoriada foi a Castelo Branco, que também teve irregularidades encontradas pela blitz.

Nos últimos 12 meses, a concessionária recebeu 61 notificações referentes a irregularidades como não reparar alambrados, buracos na pista e outros problemas no asfalto – depressões ou trincas, por exemplo – entre outras.

A Ecovias também foi multada recentemente, após vistoria na Imigrantes.

Os fiscais e técnicos da Agência percorrem mensalmente todos os 8,3 mil quilômetros da malha rodoviária sob concessão no Estado de São Paulo verificando as condições do pavimento e outros quesitos, exigindo reparos no menor tempo possível. Sempre que os prazos e exigências contratuais não são cumpridos, multas são aplicadas.

 

E você, acha que outro trecho concessionado está precisando de de ajuda? 

 

Adaptado de Assesoria Artesp

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here