segunda-feira, setembro 28, 2020
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Covid-19: o que mudou no financiamento e manutenção?

- Publicidade -

O surto de coronavírus vem influenciando a rotina das pessoas, não somente as infectadas. A doença mudou o modo como muitos trabalham, causou o fechamento de comércios não essenciais e até diminuiu a demanda por transporte de cargas, reduzindo fretes. O que isso tem a ver com o financiamento e manutenção dos caminhões?

E para quem está pagando a parcela do caminhão, a situação pode fazer com que a conta não feche no fim do mês. Pensando nisso, o Pé na Estrada entrou em contato com várias montadoras de caminhão para entender como elas estão lidando com a situação.

Como fica o financiamento e manutenção do bruto nesse momento? Continue lendo e confira as respostas.

 

Mercedes-Benz

A Mercedes explica que está comprometida a dar suporte para seus clientes nesta época de mudanças rápidas, devido ao covid-19. A solução que a empresa encontrou, segundo eles, é trabalhar individualmente com cada cliente para entender como ajudá-lo.

Estamos trabalhando com nossos clientes de forma individualizada para determinar a melhor forma de apoiá-los, que pode incluir renegociação de financiamento e prorrogação do prazo do contrato”, respondeu a assessoria em nota.

Os clientes podem contatar o banco diretamente, submetendo uma solicitação por meio de um formulário online disponível no Internet Banking do site do Banco Mercedes-Benz.

Os clientes que preferirem também podem enviar sua solicitação pelo e-mail bmbcobrancacontingencia@daimler.com, informando nome ou razão social, CPF ou CNPJ, telefone com DDD para contato e detalhamento do pedido de renegociação.

Sobre manutenção, a Mercedes decidiu ampliar por mais 60 dias o período de cobertura de garantia de caminhões, ônibus e modelos da Linha Sprinter. Essa decisão temporária e emergencial é válida somente para veículos com garantia encerrada a partir de 1º de março deste ano.

“Dessa forma, veículos com 12 meses de cobertura passam a ter 14 meses e veículos com 12 meses de cobertura e 24 meses para o trem de força, passam a ter 14 e 26 meses, respectivamente”, explica Roberto Leoncini, vice-presidente de Vendas e Marketing Caminhões e Ônibus da Mercedes-Benz do Brasil.

 

Scania

O Scania Banco respondeu enfatizando que, para eles, o momento não é o ideal para lançamento de novos produtos, mas sim para usar todas as ferramentas possíveis para apoiar os clientes.

Uma das medidas para fazer isso, em relação aos financiementos, é conceder períodos de carência que variam de 90 dias (contratos CDC) até 180 dias (contratos Finame) mantendo as condições do contrato atual e diluindo está carência nas parcelas restantes. A medida serve apenas para contratos vigentes.

A Scania informa também que essas medidas estão em linha com o que foi sugerido pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban) e pelo BNDES.

Outro medida apontada pela Scania tem a ver com os clientes que tem compras programadas. No momento, a Selic está mais baixa, o que torna produtos bancários atrelados à Selic mais atrativos ofertados em conjunto com o BNDES, mesmo os com taxas pré-fixadas. Por isso, o time do Scania Banco está a disposição caso o cliente queria renegociar contratos vigentes.

Sobre manutenção, a montadora explica que nada muda nos atendimentos. “Hoje, a Scania já conta com garantia de 1 ano sem limite de quilometragem mais o segundo ano do trem de força em garantia, o que dá respaldo e confiabilidade técnica a nossos produtos”, diz a assessoria da montadora.

 

Volkswagen

A Volkswagen avisa que continua a operar e atender as necessidades dos concessionários e marcas do Grupo no Brasil. A equipe de Atendimento ao Cliente foi reduzida, o que pode aumentar o tempo de resposta por e-mail ou telefone.

Desde 31 de março, os clientes de financiamento CDC com vencimentos em dia. podem solicitar a prorrogação do próximo pagamento em até 60 dias, mantendo a taxa atual contratada.

Para solicitar a prorrogação, é necessário entrar em contato pelo Fale Conosco no Acesso do Cliente, enviando a solicitação pelo combo “Renegociação-60 dias”. Também é possível fazer isso via Central de Relacionamento (4003 6636 para Capitais e Regiões Metropolitanas. 0800-7701936 para demais Regiões).

Os clientes com vencimentos em dia também podem solicitar o reescalonamento das parcelas referentes aos meses de abril a setembro, mantendo as condições contratadas. Para fazer isso, o cliente deve acessar os Canais de Atendimento, informar os contratos e parcelas que deseja reescalonar e seguir as orientações.

Sobre consórcios, o Consórcio Nacional Volkswagen adotará um novo critério para apuração do resultado de sorteio das assembleias de contemplação dos grupos.

Isso acontece devido a suspensão dos concursos da Loteria Federal pelo prazo de 3 meses, divulgada pela Caixa Econômica Federal.

A partir da assembleia de 22 de abril, para o resultado da extração do 1º prêmio da Loteria Federal, serão usadas as 3 primeiras dezenas do concurso regular da Mega-Sena, de forma sequencial e excluindo-se o primeiro número da primeira dezena sorteada.

As demais regras de cálculo do sorteio, em conformidade com o regulamento de consórcio, permanecem inalteradas.

Sobre manutenção, a Volkswagen Caminhões e Ônibus flexibilizou os prazos vigentes para qualquer revisão em sua rede de concessionárias, seja para serviços gratuitos, previstos em contratos de manutenção ou custeados pelos proprietários.

Ricardo Alouche, vice-presidente de Vendas, Marketing e Pós-Vendas da Volkswagen Caminhões e Ônibus, enfatiza ainda que, para aqueles com necessidade de revisões durante essa fase ou qualquer emergência, as concessionárias da marca continuam a postos para atendê-los.

Caso o cliente não possa levar seu veículo ao concessionário durante o período de quarentena nas cidades, ele poderá realizar a manutenção imediatamente após a regularização do cenário, sem qualquer prejuízo das garantias envolvidas.

 

Volvo

A Volvo Financial Services conta que sua equipe de suporte está na linha de frente junto aos clientes da marca para garantir pleno funcionamento da atividade de transporte.

A necessidade de cada cliente é avaliada, para que uma solução seja desenvolvida em conjunto. Os financiamentos por meio das linhas do BNDES, como o Finame, ou na modalidade CDC, entram na discussão.

Sobre manutenção, as oficinas da Rede Volvo estão operando em todo país, respeitando as orientações das autoridades de saúde de cada localidade. “Os clientes Volvo não encontram dificuldade em realizar suas revisões e manutenções. Dessa forma, até o momento, não houve necessidade de alteração de prazos de garantia”, explica a montadora, por meio da assessoria de imprensa.

 

Iveco

A Iveco preferiu não participar da matéria sobre financiamento e manutenção em época de coronavírus.

 

E você, tem usado alguma dessas soluções para financiamento e manutenção do caminhão?

 

Por Pietra Alcântara

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Você pode gostar
posts relacionados