terça-feira, novembro 24, 2020

Em SP, homens foram responsáveis por 94% dos acidentes de trânsito

- Publicidade -

Homens foram responsáveis por 94% dos acidentes de trânsito no estado de São Paulo no primeiro trimestre deste ano. Essa é a conclusão de um levantamento do Sistema de Informações Gerenciais de Acidentes de Trânsito do Estado de São Paulo (Infosiga).

Leia também: Ministério Público pede solução para interdição da ES 177

imprudencia_no_transito
Em SP, homens foram responsáveis por 94% do acidentes de trânsito

Relembre: Lugar de mulher também é na estrada

Para especialista, a explicação é que as mulheres são mais cautelosas na direção. Apenas 6% dos acidentes de trânsito registrados no estado de São Paulo envolveram mulheres na direção, segundo o banco de dados do governo estadual.

Quatro em cada 10 pessoas que dirigem no estado de São Paulo são do sexo feminino. São cerca de 26 milhões de condutoras.

A psicóloga Isabela Gondra, que trabalha em um Centro de Formação de Motoristas exclusivo para mulheres, falou ao G1 explicando que não há nada fisiológico que justifique a diferença de comportamento entre homens e mulheres no trânsito.

“É meramente comportamental e cultural. Tem a questão da disputa entre homens. Então o homem quer ser melhor que o outro na relação do carro, do trânsito. A mulher é mais cuidadosa e o homem é mais impulsivo, agressivo mesmo”, afirma.

Qual o perfil do motorista infrator?

Dados revelam que homens foram responsáveis por mais de 90% dos acidentes em SP, e isso confirma o que diz uma pesquisa do Detran. O estudo analisou 17 mil motoristas que tiveram o direito de dirigir suspenso porque cometeram infrações no trânsito e traçou o “perfil” do motorista infrator.

Quase 80% desses motoristas têm mais de 30 anos e dirigem há mais de 10 anos – o que derruba a tese de que motoristas mais jovens e recém habilitados são, em sua maioria, imprudentes no trânsito.

O motorista infrator geralmente é experiente, predominantemente do sexo masculino e com bom grau de escolaridade – a maioria deles concluiu pelo menos o ensino médio. É o típico motorista que adquiriu vícios e acha que dirigir é do jeito dele e não do jeito que a lei estabelece. As informações são do Jornal Hoje.

Por isso, se você já é experiente no volante, fique atento: não quer dizer que você não precisar levar as regras de trânsito em consideração. Muita atenção no trecho e, na dúvida, recue.

Por Pietra Alcântara com informações do G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Você pode gostar
posts relacionados