terça-feira, setembro 29, 2020
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Governo cria canal de denúncias para condições de terminais de carga

- Publicidade -

O Ministério da Infraestrutura vai utilizar seu canal de ouvidoria e o aplicativo InfraBR para receber denúncias de más condições em terminais de carga do transporte rodoviário. A medida faz parte de uma série de ações criadas em conjunto com entidades que representam grandes embarcadoras para garantir maior proteção aos profissionais de transportes.

Nesta sexta-feira (03/04), em videoconferência com a presença da ministra Tereza Cristina (Agricultura), também houve avanço na redação de um protocolo de intenções que busca padronizar ações voltadas à proteção e ao apoio aos caminhoneiros.

“O setor produtivo sabe da importância de garantirmos as condições para que os profissionais de transportes continuem trabalhando e abastecendo o nosso país. A ideia é padronizar o atendimento nos terminais com a oferta de alimentação e EPIs (Equipamentos de Proteção Individual), orientar pela higienização correta do ambiente de trabalho e reforçar o modelo de agendamento para evitar aglomerações. Para isso, também vamos contar com a ajuda dos próprios profissionais na fiscalização dos locais em todo Brasil”, explicou o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas.

AÇÕES DAS EMPRESAS – Algumas iniciativas já vêm sendo tomadas pelas próprias empresas. A Ambev entregou 15 mil frascos de álcool em gel ao Ministério da Infraestrutura para distribuição aos caminhoneiros. A Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove) se comprometeu a oferecer alimentação a todos os motoristas nos 158 pátios em que opera. A VLI está oferecendo 100 mil itens de alimentação, lanche para viagem e higiene pessoal.

Assessoria Especial de Comunicação
Ministério da Infraestrutura

Postos Fiscais

Outra reclamação dos caminhoneiros são os postos fiscais. Eles continuam funcionando, porém nas mesmas condições de higiene e estrutura de sempre, ou ainda piores. Banheiros sujos, falta de sabão, demora para atendimento e aglomeração de motoristas, tudo isso é relatado pelos estradeiros. A questão é que o posto fiscal não cabe à Federação e sim a cada estado, por isso a reclamação deve ser feita diretamente ao estado que tem o posto em más condições.

Caso você passe por um posto fiscal em condições ruins, grave, faça fotos, mande pra gente e para o estado em questão.

 

1 COMENTÁRIO

  1. BOM DIA A TODOS O POSTO FICAM DA DÍVIDA DO PARA COM MARANHÃO E UMA VERGONHA SÓ BURACO E NÃO TEM NADA DE HIGIENE SÓ CORRUPTOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Você pode gostar
posts relacionados