Após diversas tentativas frustradas, neste domingo a noite o governo federal afirmou atender a novas reivindicações dos caminhoneiros autônomos na expectativa de encerrar os protestos. Os novos pontos acordados são:

novo acordo com autônomos

1 – Isenção no pagamento do eixo erguido nos pedágios das rodovias estaduais (nas federais já não de pagava)

2 – Redução de R$ 0,46 no preço do diesel por 60 dias

3 – Após os 60 dias, os preços do diesel só poderão ser alterados a cada 30 dias

4 – 30% dos fretes da CONAB para autônomos por medida provisória

5 – Edição de uma tabela mínima de frete também por medida provisória

Segundo o Ministro da Secretaria do Governo, Carlos Marun, os recursos para manter as medidas anunciadas correspondem a R$ 10 bilhões. A conta aparentemente feita pelo governo é que valia a pena aceitar os pleitos pois, caso as paralisações continuem, a perda produtiva terá um valor superior a esse.

O governo ainda salientou que as medidas fechadas na quinta-feira continuam valendo.

novo acordo com autônomos

Começa a valer quando?

O presidente Michel Temer se comprometeu a expedir Medidas Provisórias (MP). A vantagem desse método é que ele começa a valer imediatamente e não depende da votação de deputados e senadores. Espera-se que as medidas anunciadas sejam publicadas no Diário Oficial de amanhã.

Além disso, o prefeito de São Paulo, Bruno Covas, anunciou suspensão das restrições a caminhões ao longo desta semana para que o reabastecimento seja mais veloz. 

 

E com isso temos um acordo?

Ainda não se sabe. Como as lideranças são muito difusas, é mais difícil conseguir um consenso, por isso não é possível afirmar se os diferentes estados aceitarão ou não a proposta. Mas uma coisa já tinha sido dita e foi reafirmada, não haverá desmobilização sem que medidas sejam publicadas em Diário Oficial.

 

Acompanhe a cobertura completa em nossas transmissões ao vivo pelo Facebook, programas de rádio e site.

 

Por Paula Toco

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here