terça-feira, novembro 24, 2020

Ministério Público pede solução para interdição da ES 177

- Publicidade -

Você já rodou pela ES 177? Um trecho dessa rodovia foi interditado em 2018, devido dois pontos de deslizamento de terra e pedras no local. Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES) pede para que haja a criação de uma alternativa ao trecho, que liga os municípios de Muqui e Jerônimo Monteiro, no Sul do Espírito Santo.

Leia também: PRF intensifica fiscalização de caminhões na Bahia

es 177
Trecho com risco de deslizamento na Es 177 | Imagem: DES/Divulgação

O MPES, por meio da Promotoria de Justiça de Muqui, pediu uma solução técnica ao Departamento de Edificações e de Rodovias do Espírito Santo (DER-ES) para criar um atalho seguro alternativo ao trecho perigoso na ES 177.

O pedido foi feito na última quarta-feira, 21, durante uma audiência pública online. O Ministério Público solicitou ao DER a realização de uma avaliação técnica do desvio aberto nos arredores da rodovia feita por pessoas da região.

Se não houver condições para a utilização desse caminho alternativo, o MPES vai solicitar que o DER avalie a construção de novo desvio em outro local. O órgão estadual terá 30 dias para apresentar a análise. As informações são da Gazeta.

 

Devio

No início de outubro, uma decisão da Justiça determinou que a prefeitura de Muqui bloqueasse o desvio feito no local, sob pena de multa diária de R$ 3 mil. Segundo a ação, movida pelo Ministério Público, a obra era perigosa devido a instabilidade do solo e a prefeitura teria ignorado a interdição feita antes pelo Estado.

A prefeitura cumpriu a determinação, mas no mesmo dia, à noite, algumas pessoas começaram a retirar com enxadas o bloqueio feito pela prefeitura.

Em nota, o DER disse que fará uma vistoria técnica no desvio feito pela prefeitura de Muqui e mantém a execução das obras de contenção.

 

Adaptado de Gazeta

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Você pode gostar
posts relacionados