quinta-feira, abril 15, 2021

4 mitos sobre coronavírus no transporte

Em meio a tantas notícias sobre o Covid-19 pode ficar difícil de saber o que é real e o que não é. Veja 4 notícias falsas, ou seja, mitos, sobre o coronavírus no transporte.

 

1 – Só caminhões de alimentos tem passagem garantida entre estados

ceasa nas cidades
Imagem: Ceasa DF

O mito surgiu com a ideia de alguns governadores de fechar suas fronteiras estaduais. Entretanto, não só produtos alimentícios são necessários neste momento. São necessários produtos que garantem o funcionamento de indústrias de alimentos, remédios, gases hospitalares, máquinas hospitalares e tantos outros setores. Por isso, cargas em geral seguem com circulação liberada entre os estados e também na maioria das fronteiras entre Brasil e seus vizinhos.

 

2 – Está liberado carregar com excesso de peso

Para agilizar o transporte e para evitar o contato entre pessoas, o governo Federal e diversos estados fecharam suas balanças de rodovias por 90 dias, mas as leis quanto ao excesso de peso continuam valendo. Como a polícia segue fazendo fiscalizações nas estradas, caso o motorista apresente nota com excesso de peso, ele continua podendo ser multado.  

 

3 – Fiscalizações de rotina e bafômetros estão suspensos

motorista bebado

Muita gente acreditou que a necessidade de distanciamento social tinha tirado feito com que a polícia parasse suas blitz e testes de bafômetro, porém a PRF explica que é necessário seguir com as fiscalizações e ela segue fazendo seu trabalho.

 

4 – Bebidas quentes, água a cada 15 minutos ou vitamina C matam o vírus

bebida quente que mata vírus é mais um dos mitos sobre coronavírus no transporte

Os motoristas estão enfrentando dificuldade de alimentação e higiene na estrada. Nessa situação, essas fórmulas aparecem como salvadoras da pátria, mas não se engane. Bebidas a 27 graus não matam o vírus, afinal, o corpo tem 36 graus, então ele sozinho bastaria, o que, sabemos, não é verdade. Tomar água e a quantidade correta de vitamina C é importante para a saúde geral do motorista, mas ainda não existe nenhum medicamento comprovado para uso específico contra o COVID-19, por isso, siga lavando as mãos e mantendo hábitos saudáveis de alimentação e higiene.

Não espalhe fake news e mitos sobre coronavírus no transporte. Antes de acreditar nos conteúdos recebidos por redes sociais, procure informar-se em veículos confiáveis. Se tiver dúvidas sobre uma notícia, pode mandar pra gente no 11 92000 5454.

 

Por Paula Toco

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Você pode gostar
posts relacionados