sexta-feira, junho 25, 2021

Multas de trânsito por uso de celular ao volante dobram em São Paulo

Um levantamento feito pelo Detran-SP, com números consolidados entre 2017 e 2020, mostra que o uso de celular ao volante representou 7,5% de todas as punições de motoristas que trafegam pelas vias paulistas.

Esse número é mais do que o dobro registrado em 2017, quando esse tipo de infração registrava apenas 3,4% do total.

Em 2017, foram 65 mil multas aplicadas por uso proibido de celular ao volante. Em 2018, 75 mil, em 2019, 69 mil e em 2020, 66 mil, isso considerando que 2020 foi ano de pandemia e o fluxo de veículos caiu consideravelmente.

evolução das multas por uso de celular ao volante

Dirigir fazendo uso de celular ao volante é considerado infração gravíssima pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB), com sete pontos na carteira de habilitação e multa de R$ 293,47. Lembrando que a multa ainda pode ser combinada com outro tipo de infração, como conduzir o veículo sem as duas mãos no volante, infração média com cinco pontos na carteira e multa de R$ 130,16.

Não dá tempo de frear

Uma pesquisa feita pela National Safety Council (NSC) aponta que 34% dos entrevistados assumem já ter enviado mensagem enquanto dirigiam. Já 44% responderam que costumam ler e-mail e textos enquanto dirigem.

De acordo com o Detran-SP, um condutor demora cerca de 2,5 segundos para começar a frear diante de um imprevisto na rodovia, quando o veículo está a velocidades entre 80 e 100 km/h. 

Se o motorista está na cidade, o tempo de reação é menor: 0,75 segundos. Para digitar duas letras no celular, o motorista demora 2 segundos. Ou seja, sendo assim, quando percebe o imprevisto, não há mais tempo para frear.

Motorista dirigindo

Maio amarelo e os riscos do uso de celular ao volante

Maio é conhecido no trânsito como um mês de conscientização de motoristas e pedestres para reduzir acidentes no trânsito e torná-lo cada vez mais seguro. Segundo o DataSus, o ano de 2020 registrou mais de 30 mil mortes causadas por acidente de trânsito.

Veja também: Mortes no trânsito brasileiro continuam maiores do que óbitos por crime violentos

E fazer uso de celular ao volante pode causar acidentes fatais. O Detran-SP apontou os riscos causados por essa prática proibida no trânsito:

1 – Manusear o celular dirigindo é perigoso tanto para o motorista quanto para o pedestre. Ao desviar a atenção para o aparelho, o condutor pode causar acidentes e o pedestre ser atropelado. 

2 – Ao tirar a mão do volante para mexer no celular, o condutor não terá o mesmo controle físico do veículo.   

3 – É importante verificar as mensagens antes de sair de casa e depois de chegar ao destino, pois ao digitar uma mensagem o cérebro focará apenas nessa ação, e a direção ficará em segundo plano.  

4 – Ouvir mensagens de voz enquanto dirige também traz riscos ao motorista porque desvia a atenção de sons do trânsito como buzina e sirene. 

5 – Colocar o aparelho no meio das pernas também não é indicado pois distrairá o condutor quando tocar, além disso, em uma freada brusca, ele pode escorregar, ir ao chão e até ficar abaixo dos pedais, dificultando o uso. 

No caso de caminhões e ônibus, o estrago pode ser ainda maior, já que o tamanho desses veículos aumenta a gravidade dos acidentes. Ouça nosso podcast sobre tombamento de caminhões (clicando aqui) e veja como essa e outras práticas prejudicam a segurança e ameaçam a vida do motorista.

E por falar em segurança, Maio Amarelo e conscientização no trânsito, na próxima quarta-feira, dia 26, faremos uma live para conversar sobre como o estradeiro pode ter condutas mais seguras ao volante para reduzir acidentes de trânsito.

Não percam! Te esperamos dia 26, às 18h no Instagram, Facebook ou YouTube do Pé na Estrada.

 

Por Wellington Nascimento com informações do Detran-SP

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Você pode gostar
posts relacionados