Infelizmente, o Brasil sustenta um dos primeiros lugares no ranking internacional de casos de exploração sexual de crianças e adolescentes. Um levantamento do Instituto de Pesquisas Econômicas Aplicadas (Ipea), com base nos dados de 2011 do Sistema de Informações de Agravo de Notificação do Ministério da Saúde (Sinan), mostrou que 70% das vítimas de estupro no Brasil são crianças e adolescentes.

De acordo com o balanço de denúncias colhidas pelo Disque 100, canal para relatar casos de violação de direitos humanos, o Brasil somou pelo menos 175 mil casos de exploração sexual de crianças e adolescentes entre 2012 e 2016, o que representa quatro casos por hora. 40% dos casos ocorrem com crianças entre 0 a 11 anos e 62,5% dos agressores são homens com idade entre 18 a 40 anos (42%). Com esses dados em mente, programas de combate à exploração de crianças e adolescentes são criados em todo o país para tentar reverter essa situação e um que merece destaque é o Na Mão Certa, da Childhood Brasil.

na mão certa

Lançado em 2006, o Na mão Certa é um programa que possui como principal estratégia a educação continuada de motoristas de caminhão para atuação como agentes de proteção dos direitos de crianças e adolescentes através da denúncia de suspeitas ou ocorrências confirmadas de exploração sexual. Criada em 1999 pela Rainha Silvia da Suécia com o objetivo de proteger a infância e “garantir que as crianças sejam crianças”, a Childhood Brasil é uma organização brasileira que faz parte da World Childhood Foundation (Childhood), instituição internacional que conta com mais três escritórios: Estados Unidos, Alemanha e Suécia.

Em 2014, o Na Mão Certa começou uma nova fase ao unir as empresas para uma atuação em rede, o que permite aproveitar o que há de melhor no tocante ao enfrentamento da exploração sexual de crianças e adolescentes nas estradas. O objetivo da rede é aproveitar o que está dando certo em uma empresa e disseminar essa prática para que as outras empresas do mesmo setor econômico possam incorporar, aprender e adaptar.

O programa é apoiado por empresas através da assinatura do Pacto Empresarial Contra a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes nas Rodovias Brasileiras, que serve como comprometimento público de atuação na proteção de crianças e adolescentes contra exploração sexual. 

Na mão certaCom a parceria estratégica do Instituto Ethos de Empresas e Responsabilidade Social, o Na Mão Certa incentiva as empresas a desenvolverem ações que estejam em sintonia com as suas iniciativas de responsabilidade social empresarial. O ideal é que a empresa envolva, nesse processo, todas as áreas ligadas ao transporte rodoviário de cargas, nos diversos elos da cadeia produtiva. Todos saem ganhando com a atuação em rede. Ela potencializa e aprimora as ações existentes, pois trabalha com a exemplos, com o esforço coordenado entre as empresas.

 

Resultados

Ao longo de sua trajetória de 10 anos no país, a Childhood teve participação em medidas que visam acabar com a exploração infantil no Brasil. Uma delas é a elaboração do Projeto de Lei 3792/2015  que estabelece um sistema de garantia dos direitos de crianças e adolescentes vítimas ou testemunhas de violência sexual. A ONG também articulou a criação de uma frente parlamentar engajada na causa da proteção da infância.

Se nos primeiros anos da década de 2000, quando a Childhood Brasil iniciava suas atividades no país, a oferta de comida, carona ou dinheiro em troca de favores sexuais a meninas e meninos nas rodovias nacionais parecia algo “normal”, hoje a percepção sobre a exploração sexual de crianças e adolescentes é muito mais presente. A terceira edição da pesquisa O Perfil do Caminhoneiro no Brasil, realizada em 2015, revelou que 87,3% dos entrevistados nunca haviam se envolvido na exploração sexual de meninos e meninas. Os resultados indicam o êxito da estratégia de sensibilização dos motoristas por meio da implantação do Projeto Educação Continuada e da realização de campanhas de prevenção.

E isso graças à sensibilidade e ao olhar visionário do setor privado, que aderiu ao Pacto Empresarial, uma declaração de compromissos para ações que buscam prevenir os riscos de exploração sexual de crianças e adolescentes em todo território brasileiro, com foco em regiões de maior vulnerabilidade socioeconômica. Ações desse tipo são importante para a proteção das crianças e também contribuem para a melhora da imagem do caminhoneiro perante a sociedade, se mostrando um profissional sério e consciente.

 

 

Por Pietra Alcântara com informações da Childhood Brasil

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here