terça-feira, setembro 29, 2020
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Padrão Mercosul: qual o preço da placa nova?

- Publicidade -

A partir de 31 de janeiro, todos os Departamentos de Trânsito (Detrans) deverão disponibilizar Placas Mercosul. Mas qual será o preço da placa nova?

Relembre: Contran garante mercado para estampadores de placas Mercosul

A implantação do novo modelo não significa que os motoristas devem trocar suas placas. A placa Mercosul só será exigida nos casos de:

  • Primeiro emplacamento;
  • Alteração de categoria (exemplo: alteração de veículo particular para categoria aluguel);
  • Mudança de Município ou de Estado;
  • Para casos de furto, roubo, extravio ou dano na placa;
  • Quando o veículo for reprovado em vistoria veicular nos procedimentos de transferência com observações sobre a placa e/ou lacre (exemplo: placa não refletiva);
  • Quando se fizer necessário a segunda placa traseira.

A troca da placa cinza para o padrão Mercosul será permitida de maneira voluntária para veículos que não se enquadrem nas situações acima descritas.

Lembrando ainda que este serviço implicará na realização de vistoria veicular e emissão de novo Certificado de Registro de Veículo (CRV) com os custos de cada procedimento.

Caso não deseje a troca, o motorista poderá continuar circulando com seu veículo até o sucateamento sem necessidade de substituição para o padrão Mercosul.

 

Qual o preço da placa nova?

O Detran SP divulgou os valores da placa nova, que foram calculados a partir de uma pesquisa de preço. Esses valores servem como referência sugerida tanto ao fornecedor, quanto ao consumidor:

  • Par de placas de identificação de carros, ônibus e caminhões equivalente a R$ 138,24;
  • Placa avulsa ou de identificação de motocicletas equivalente a R$ 114,86.

Para ter acesso ao comunicado do Detran SP na íntegra, clique aqui.

 

Visual simplificado

As placas já passaram por alterações na aparência, tudo para reduzir os custos do emplacamento, uma das maiores críticas em relação à placa nova.

Na primeira alteração, foram adicionados elementos como brasão e bandeira da cidade nas placas Mercosul, alterações fora do padrão estabelecido pelo bloco. Mais tarde, essas mudanças foram canceladas por aumentarem o custo de produção das placas.

Depois, outros detalhes foram eliminados, como o lacre, ondas sinuosas que cortavam os caracteres, além do acabamento da palavra “Mercosul” estampada na placa que deixa de ser brilhante.

 

Por Pietra Alcântara

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Você pode gostar
posts relacionados