quinta-feira, outubro 29, 2020
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Pardais são desativados em rodovias estaduais do RS

- Publicidade -

Dois lotes de pardais nas rodovias estaduais gaúchas começaram a ser desativados na madrugada desta quinta-feira, 18. A desativação acontece em razão do vencimento contratual dos radares.

Veja também: Lista de radares em Jundiaí – verdadeira ou falsa?

Ouça o podcast: Caminhoneiros falam sobre fim dos radares

O lote que expirou a partir da meia-noite fiscalizava 68 faixas. Na madrugada do próximo sábado para domingo, outras 25 faixas de rodovias também terão seus equipamentos desligados. As informações foram divulgadas pela Secretaria de Logística e Transportes do Estado e pelo o Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer).

De acordo com o Daer, o processo de licitação tramita para que os controladores de velocidade voltem ao funcionamento.

Conforme o Daer, a localização exata dos pardais e quais serão desligados não é divulgada. O intuito é incentivar o respeito aos limites de velocidade e preservar a segurança dos usuários das rodovias.

ERS 030, ERS 040, ERS 122, ERS 135, ERS 239, ERS 240, ERS 324, ERS 389, RSC 153, RSC 287 e RSC 453 são as rodovias que tiveram ou terão pelo menos um radar desativado. As informações são do Correio do Povo.

Leia ainda: Acordo do governo promete reduzir pontos monitorados em rodovias

 

Novos pardais

Não há data para que o edital do processo de licitação seja divulgado. Porém, uma vez firmados, os contratos poderão ser renovados até o limite de 60 meses.

Destaca-se que os novos pardais que passarão a fiscalizar as rodovias gaúchas serão dotados de um equipamento OCR, que realiza a leitura óptica das placas de veículos para verificar casos de roubo e irregularidades no licenciamento.

Esse sistema será interligado com os órgãos de segurança pública para que a abordagem policial seja prontamente acionada quando necessário.

 

Outras fiscalizações

As lombadas eletrônicas já tiveram a renovação contratual assegurada e, portanto, seguem em operação nas rodovias do Estado. Além disso, a fiscalização móvel permanece nas rodovias estaduais por meio dos agentes do Comando Rodoviário da Brigada Militar (CRBM).

 

Por Pietra Alcântara

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Você pode gostar
posts relacionados