sexta-feira, junho 25, 2021

Pedágio da BR 163 tem aumento de 2%

Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) reajustou a tarifa de pedágio da BR 163 no trecho de Mato Grosso, em 2,18%. A decisão foi publicada nessa quarta-feira, 17, no Diário Oficial da União.

Veja também: Trecho Sul da BR 101 pode ganhar 4 praças de pedágio

Na prática, serão acrescidos R$ 0,10 aos valores. As novas tarifas variam de R$ 3,80 a R$ 7 para motocicletas, automóveis, caminhonetes e furgões. Já para veículos de maior peso, como ônibus, caminhões leves, caminhões com reboque e caminhões-trator com semirreboque, as tarifas vão de R$ 7,60 a R$ 42, de acordo com a área de abrangência.

A medida passa a valer a partir desta quinta-feira, 18. A rodovia é uma das principais vias de escoamento da produção agrícola no estado. De acordo com a concessionária, o reajuste aplicado ficou abaixo da inflação, medida pelo Índice de Preços ao Consumidor (IPCA), registrada no último ano, que foi de 4,48%.

“O cálculo realizado pela ANTT para revisão tarifária tem como base o índice da inflação do período (IPCA), a inclusão ou exclusão de obrigações a serem cumpridas pela concessionária e o cumprimento do contrato assinado entre o governo federal e a Rota do Oeste”, informou a concessionária.

Com pouco mais de 850 quilômetros, a BR-163 possui nove praças de pedágio, distribuídas, em média, a cada 100 quilômetros de rodovia. O contrato, a cargo da concessionária Rota do Oeste, prevê investimento de R$ 6,8 bilhões.

O modelo de concessão prevê que parte das obras de duplicação seja compartilhada entre a Rota do Oeste, com 453 quilômetros, e o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), com 400 quilômetros.

Confira: Lei que proíbe cancelas de pedágio automático é suspensa

 

Adaptado de Canal Rural

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Você pode gostar
posts relacionados