terça-feira, outubro 20, 2020
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Placas Mercosul serão obrigatórias a partir de 31 de janeiro

- Publicidade -

Adiado pelo menos seis vezes, o prazo para a obrigatoriedade das Placas Mercosul vence em 31 de janeiro. O que isso significa? Continue lendo e entenda melhor o que envolve a política das novas placas.

estampadores_de_placas_Mercosul
Imagem: Rodrigo Nunes/MinCidades/Divulgação

 

Tenho que mudar minha placa?

A instalação ou substituição da placa será obrigatória somente para os casos de primeiro emplacamento, mudança de categoria de veículo, roubo, furto, extravio ou dano da placa, mudança de Unidade federativa e instalação de segunda placa traseira.

A obrigatoriedade que passa a valer em 31 de janeiro é em relação aos Detrans dos estados e Distrito Federal, que são obrigados disponibilizar as placas até a data prevista pelo Denatran. Os motoristas não serão obrigados a trocar de placa, com exceção dos casos listados acima.

Para saber mais, assista ao vídeo: Placa Mercosul, tenho que trocar a minha?

 

Quais estados já disponibilizam Placas Mercosul?

Até agora, faltando 10 dias para o fim do prazo, 10 estados já aderiram à implementação das novas placas. Eles são:

  • Amazonas;
  • Bahia;
  • Espírito Santo;
  • Paraíba;
  • Piauí;
  • Paraná;
  • Rio de Janeiro;
  • Rio Grande do Norte;
  • Rondônia;
  • Rio Grande do Sul.

Restam ainda 16 estados, além do Distrito Federal, que ainda não disponibilizam as placas Mercosul para os motoristas que ali residem. Eles são:

  • Acre;
  • Alagoas;
  • Amapá;
  • Ceará;
  • Distrito Federal;
  • Goiás;
  • Maranhão;
  • Mato Grosso;
  • Mato Grosso do Sul;
  • Minas Gerais;
  • Pará;
  • Pernambuco;
  • Roraima;
  • Santa Catarina;
  • São Paulo;
  • Sergipe;
  • Tocantins.

 

Visual simplificado

As placas já passaram por alterações na aparência duas vezes. Da primeira vez, foram adicionados elementos como brasão e bandeira da cidade nas placas Mercosul, alterações fora do padrão estabelecido pelo bloco. Mais tarde, essas mudanças foram canceladas por aumentarem o custo de produção das placas.

Depois, outros detalhes foram eliminados, como o lacre, ondas sinuosas que cortavam os caracteres, além do acabamento da palavra “Mercosul” estampada na placa que deixa de ser brilhante.

 

 

Quem se opõe às Placas Mercosul?

O presidente Jair Bolsonaro já se declarou contra a implantação das novas placas diversas vezes.

Além disso, a Associação das Empresas Fabricantes e Lacradoras de Placas Automotivas do Estado de Santa Catarina (Aplasc) já pediu a revogação da norma que institui as placas, pedido que foi negado pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

A Associação declarou que deveria-se fazer primeiro a conclusão do novo sistema de informação dos veículos no bloco Mercosul, para assim aplicar o emplacamento.

E você, o que pensa das placas?

 

Por Pietra Alcântara

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Você pode gostar
posts relacionados