Quem não deve não teme e ainda apoia a fiscalização de drogas nas estradas. É o que o nosso repórter Jaime Alves constatou em entrevista com motoristas que foram parados em blitz educativa da PRF. A operação convidou caminhoneiros e motociclistas a testar o drogômetro, equipamento que detecta presença de algum tipo de droga no sangue. Entre os entrevistados, o motorista José Aparecido Santos explica por que apoia este tipo de ação. Aperte o play e confira a entrevista.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here