O que compensa mais em redução de custos para o caminhão: trafegar em estradas boas pagando pedágios caros ou em estradas ruins quebrando molas e estourando pneus? O nosso repórter Jaime Alves traz uma entrevista sobre este tema. Aperte o play e confira.

6 COMENTÁRIOS

  1. A questão de pedágio, tem que fazer uma reportagem aki no Mato Grosso, trecho entre rosário oeste e jangada , pedágio mais caro da BR 364 e o pior trecho , todo embaracado é ainda somos obrigados a pagar .
    A questão de vagas , são os poucos salários que se paga ao motorista, a classe já está cansada de ser mal tratada no trecho e preferem arrumar serviço perto de casa , empresas que pagam só comissão do faturamento, descontam os impostos, exigem que se faz médias no óleo diesel , precionam o motorista nós horário, se extrapolar a média é desconto no salário, assim fica difícil.

    • O pedágio.não é o principal problema o problema é ser tão caro e próximo aqui em sp a cada 40 km um absurdo tem que ter uma programação fixa na minha opinião quem passar no pedágio e retornar no mesmo não paga a volta. No dia seguite so metade..

  2. O nome dado a matéria está completamente errado e distorcido……
    O tema deve ser:

    A quem reclamar ou questionar
    ” Estradas privatizadas e de péssima qualidade”

    Galerinha da uma olhada aqui na BR 153
    Pedágios a todo vapor e de péssima qualidade
    Entre tantas outras
    Valeu obrigado.

  3. De fato o transporte hoje no Brasil está entregue aos crocodilos não tem quem brigue pelos nossos direitos moro no Estado do Rio e a BR 040 subida da serra Rio Petropolis está uma vergonha a anos um dos pedágios maís caros do Brasil e ninguém faz nada resumo política e feita para encher o bolso dos políticos e todos andam de avião e carros oficiais para que se preocupar com estradas e caminhão infelizmente a nossa classe só servi para servi não temos ninguém para brigar pelos nossos direitos estes sindicalistas são um zero a esquerda temos que aturar e quando penso ou fazemos greve até a polícia vem para nos prender aí pergunto quando os vagabundos dos sem terras invadem terras até os direitos humanos os defendem sindicato de merda o dos transportadores e motoristas autonos.

  4. O pedágio.não é o principal problema o problema é ser tão caro e próximo aqui em sp a cada 40 km um absurdo tem que ter uma programação fixa na minha opinião quem passar no pedágio e retornar no mesmo não paga a volta. No dia seguite so metade..

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui