quinta-feira, dezembro 3, 2020

Porto de Miritituba só aceitará motoristas com máscara e álcool gel

Você trafega pelo Pará e região? Tem circulado um vídeo nas redes sociais em que o prefeito de Itaituba, no Pará, fala sobre a entrada de caminhoneiros sem máscara e álcool em gel no município, onde fica o Porto de Miritituba, importante para a rota de transporte de grãos.

Leia também: Coronavírus – governo estuda formas de garantir abastecimento

porto de miritituba
Porto de Miritituba | Imagem: Agronovas/Reprodução

No vídeo, o prefeito Valmir Climaco diz que visitou pessoalmente pontos de triagem dos caminhões e encontrou motoristas “sem proteção e sem álcool em gel”.

Para ele, motoristas devem providenciar proteção como máscara e álcool em gel, exigindo isso das empresas em que carregam e descarregam.

prefeito de itaituba
Prefeito de Itaituba/PA em vídeo falando sobre orientações para caminhoneiros ao entrarem na cidade.

No vídeo, o prefeito usa máscara e pede para que motoristas se protejam do coronavírus antes de entrar na cidade, que segundo ele ainda não tem nenhum caso da doença registrado. O município abriga o Porto de Miritituba, importante para o escoamento de soja.

A orientação da Organização Mundial da Saúde (OMS) é que apenas pessoas que estiverem doentes, com sintomas respiratórios, devem usar máscaras. Especialistas ainda indicam o uso do dispositivo caso alguém precise ter contato com um paciente infectado.

 

Decreto municipal

Na última sexta-feira, 20, a prefeitura decretou medidas para conter a proliferação do coronavírus em Itaituba, município em que fica o Porto de Miritituba. O decreto está no site oficial de Itaituba.

O decreto fala sobre orientações para pessoas no grupo de risco: acima de 60 anos e com doenças crônicas. Também dá orientações para estabelecimentos fornecerem álcool em gel para clientes e se certificarem da higienização dos locais. Fala sobre suspensão de aulas presenciais nas escolas e do atendimento presencial da administração municipal.

O decreto, entretanto, não pontua medidas específicas em relação ao transporte de cargas e práticas a serem adotadas por motoristas de caminhão.

 

O que as empresas podem fazer?

A orientação para a população em geral é isolamento social, para evitar a propagação do coronavírus. Mas e os caminhoneiros? Se eles pararem, mercados, farmácias e hospitais ficam desabastecidos.

Seja no Porto de Miritituba ou não, se você é empresário, transportador ou comerciante, saiba que você pode contribuir para a segurança desses profissionais. Veja a seguir algumas dicas do que você pode fazer.

 

1. Caso sua empresa vá fazer quarentena, avise aos fornecedores

Recebemos vários relatos de motoristas que chegam na porta da empresa e não encontram ninguém para receber a mercadoria. Aí, o motorista não sabe o que fazer com a carga, não tem um local para usar o banheiro e se alimentar e ainda precisa resolver o problema da carga e do frete.

Por isso, antes de dispensar todos os funcionários e fazer quarentena, avise aos fornecedores para que não mandem carregamentos.

 

2. Tenha banheiros limpos para uso deles

Exatamente por circularem muito, garantindo o abastecimento do país, os caminhoneiros precisam mais do que nunca de locais para fazer sua higiene e esses locais precisam estar limpos, para garantir a saúde deles e das pessoas com as quais eles entram em contato durante cargas e descargas.

Por isso, além de tomarem medidas para diminuir a circulação de pessoas em seus pátios e a quantidade de funcionários, as empresas devem se certificar de continuar disponibilizando banheiros para os motoristas, ao invés de trancá-los e deixá-los sem limpeza.

Essa medida deve ser adotada por embarcadores, transportadoras, postos fiscais, portos, balanças e qualquer outro local que receba caminhoneiros.

 

3. Disponibilize água limpa, sabão e álcool-gel

Lavar a mão é, sabidamente, a melhor prevenção contra o vírus, então facilite essa tarefa. Tenha sempre torneiras com água limpa e sabão disponíveis para uso dos motoristas. Tenha também álcool-gel espalhado pela empresa para uso nos momentos em que não é possível lavar as mãos. Forneça água para que os estradeiros encham os corotes dos caminhões.

Aos empregadores e transportadores, forneça uma embalagem de álcool-gel para que seus motoristas tenham sempre com eles na cabine. Aos caminhoneiros, é importante manter o corote sempre cheio para evitar contratempos onde não houver água limpa.

 

4. Sempre que possível, forneça alimentos

Com o fechamento dos comércios, está mais difícil para o motorista se alimentar no caminho. Muitos não têm caixa-cozinha, então é importante certificar-se que o motorista tem como se alimentar.

Alguns postos têm fechado os restaurantes, mas têm mantido as marmitas. Já em outros locais, o motorista não encontra nada, por isso, ajude neste momento.

 

5. Evite criar aglomerações de motoristas

Muitas empresas diminuíram o número de funcionários e com isso são menos atendentes para receber motoristas, organizar filas e cargas, aí, muitas vezes o caos se instala e os motoristas ficam parados exatamente naquilo que é proibido, filas e multidões.

Organize seu pátio, tenha funcionários em número suficiente para recebê-los, não crie filas gigantescas nem aglomerações de motoristas.

 

6. Trate-os com respeito

Nem deveria ser necessário falar, mas tem gente que esquece que por trás do volante tem um ser humano. E um que está se expondo indo de lá pra cá garantindo o abastecimento de supermercados, farmácias, hospitais, etc.

Então, faça o seu melhor para tornar esse momento mais agradável para todos os profissionais que não podem parar.

 

Por Pietra Alcântara

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Você pode gostar
posts relacionados