segunda-feira, agosto 10, 2020
- Publicidade -

Quebra de asa: projeto quer penalizar vídeos com manobras ilegais

- Publicidade -

Se você está sempre no trecho, mas nunca viu alguém fazendo quebra de asa por aí, com certeza já viu algum vídeo sobre isso. Eles são compartilhados via WhatsApp e tem muitas visualizações no Youtube. O que você acha desse assunto? Para a deputada Christiane de Souza Yared (PL-PR), o comportamento deve ser penalizado.

Leia também: Câmara aprova projeto dos 40 pontos com alterações

quebra de asa
Quebra de asa prejudica o caminhão e arrisca a vida do motorista. | Imagem: Volvo Caminhões

O Projeto de Lei 130/2020, de autoria de Christiane, propões justamente isso. O texto defende a penalização de motoristas que registram e divulgam suas próprias manobras e condutas de risco em meios digitais, eletrônicos ou impressos, além de usar redes sociais.

O projeto está sendo analisado com urgência, à pedido da deputada. A urgência do texto foi aprovada na última quinta-feira, 16.

No mundo do transporte, é comum ver youtubers divulgando vídeos fazendo manobras arriscadas. A manobra de quebra de asa, por exemplo, acontece quando o motorista balança a carroceria de um lado para o outro, propositalmente, tirando as rodas da pista e contorcendo o implemento. Uma “brincadeira” que pode sair caro.

 

Por que é perigoso?

Segundo a Volvo Caminhões, o movimento de balanço pode fazer com que o caminhão sofra danos estruturais. Como a carreta se projeta além da capacidade sobre a quinta roda, isso pode trincar o pino-rei, além de causar desalinhamento. Quando a carreta levanta e volta para sua posição correta, o impacto gerado pode causar sérios danos na suspensão, assim como desgaste extremo das laterais dos pneus.

Hoje em dia, ser flagrado fazendo quebra de asa configura crime de direção perigosa. Se mais de um veículo estiver envolvido, a punição aumenta por ser considerado envolvimento em racha. A pena pode variar de seis meses a dois anos de prisão.

Caso o PL 130/2020 seja sancionado, vídeos divulgados nas redes sociais poderão servir de prova para que a pessoa seja penalizada.

 

Manobras de Youtube

Não são só os caminhões que fazem sucesso na internet com manobras arriscadas. Existem canais no Youtube especializados em vídeos de infrações de trânsito, com carros e motos. Por que isso é perigoso?

Para a autora do projeto, além de ameaçarem a segurança da circulação viária e colocar em risco a vida de outras pessoas, esses vídeos servem como “estímulo à violência e à prática de crimes”. Hoje em dia, a publicação desse tipo de conteúdo não sofre qualquer tipo de restrição ou de controle.

Além disso, essas pessoas são remuneradas pela própria plataforma quando os vídeos alcançam muitas visualizações. Ou seja, além de divulgar uma prática perigosa, esses youtubers ganham dinheiro com isso.

 

Penalidades

O PL prevê a suspensão do direito de dirigir por 12 meses ao condutor que divulgar suas próprias manobras, além de cassação da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) no caso de reincidência no prazo de 2 anos.

Caso a pessoa não seja habilitada, será proibida de obter o documento de habilitação pelo mesmo prazo aplicado no caso da cassação.

 

E você estradeiro, o que acha desse tipo de vídeo?

 

Por Pietra Alcântara

1 COMENTÁRIO

  1. Acredito que seja um bom projeto. Quem faz esse tipo de coisa não pode ser chamado de caminhoneiro, e deve ser punido sim! se houver envolvimento em acidente, deve-se punir com maior rigor ainda.Não aprende pelo amor, que seja pela dor.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Você pode gostar
posts relacionados