quinta-feira, abril 15, 2021

Como regularizar ônibus fretado?

Segundo uma pesquisa da Associação Nacional de Transporte Público (ANTP) em parceria com a Federação das Empresas de Transportes de Passageiros por Fretamento do Estado de São Paulo (Fresp), o fretamento é uma das soluções possíveis para ajudar a diminuir os problemas de congestionamento nas grandes cidades. De acordo com o estudo, veículos fretados encontram mais aceitação que o metrô e o ônibus quando o assunto é transporte público.

Além de diminuir congestionamentos, transporte fretado pode ser uma opção para quem quer trabalhar por conta. Esse foi o tema da dúvida do parceiro David Caetano durante uma transmissão ao vivo no Facebook do Pedro Trucão. Ele pergunta:

Sabem me informar quais são os procedimentos para regularizar ônibus de fretamento?

Para a regulamentação desse tipo de serviço, primeiro, o motorista precisa atender a certos parâmetros, como possuir CNH de categoria D e autorizações no Departamento de Estradas de Rodagem e/ou Secretaria Municipal de Transportes de sua cidade. Se você for de São Paulo, o site da Prefeitura especifica os procedimentos para obter essas autorizações, além do cadastro no Departamento de Transportes Públicos (DTP), o Termo de Autorização (TA) e Certificado de Vínculo ao Serviço (CVS). Clique aqui para saber mais.

fretado
A ANTT considera veículos destinados à viagens de ida e volta e com lista de passageiros previamente definida como pertencentes a modalidade de transporte fretado.

Para regulamentar o veículo destinado ao transporte fretado, você deve procurar a ANTT. O órgão compreende viagens de ida e volta e com lista de passageiros previamente definida como transporte fretado.

Os veículos usados nessa modalidade devem ter capacidade superior a 9 pessoas, os ônibus devem ter até 15 anos de idade, micro-ônibus e vans devem ter até 10 anos de idade, devem ser acessíveis a pessoas com mobilidade reduzida, devem apresentar boas condições de higiene e segurança, não podem transportar passageiros de pé e devem obedecer os pontos de embarque e desembarque. Além disso, devem ser registrados na categoria aluguel, que usa a placa vermelha.

Para se regularizar perante à ANTT, o primeiro passo é solicitar um termo de autorização, o que pode ser feito no próprio cadastro da agência. Para fazer a solicitação, é preciso apresentar requerimento da ANTT, acompanhado de contrato social  consolidado ou estatuto social atualizado. Você precisará também de prova de regularização fiscal e trabalhista, além de um certificado de cadastro no Ministério do Turismo.

Após passar por uma análise, caso seja aprovado, o termo será publicado no Diário Oficial. Lembrando que você deverá renovar o termo a cada 3 anos. Para mais informações, acesse o Portal da ANTT.

E você, também tem alguma dúvida sobre o trecho? Fique ligado e acompanhe nossas transmissões ao vivo pela fanpage do Pé na Estrada no Facebook, todas as terças-feiras às 12h30 e as quintas-feiras na página de Pedro Trucão também às 12h30.

 

Por Pietra Alcântara

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Você pode gostar
posts relacionados