quinta-feira, outubro 29, 2020
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Rio é estado com maior saldo de desemprego no transporte em 2020

- Publicidade -

No Brasil, o saldo de desemprego no primeiro semestre do ano foi de 5.153 vagas, apenas no setor de transporte rodoviário de cargas. Vale destacar que a atividade é considerada essencial e não parou após a chegada do coronavírus no Brasil, em março.

Veja também: Concessão de 516 km no RJ é planejada pelo governo

saldo de desemprego
Rio é estado com maior saldo de desemprego no transporte em 2020 | Imagem: Ecoponte/Divulgação

O estado que terminou o semestre com o maior déficit de emprego na área foi o Rio de Janeiro, com saldo negativo de 3.810 vagas. É importante destacar que o Rio já vem de um histórico de dificuldades no transporte rodoviário de cargas devido problemas de segurança pública.

A região Sudeste é a mais afetada pelo roubo de cargas, totalizando 84,26% das ocorrências, segundo a Associação Nacional do Transporte de Cargas e Logística (NTC & Logística). Dentro do sudeste, o RJ é campeão desse tipo de ocorrência, com 41,39% dos roubos na região.

Os dados são do Painel do Emprego no Transporte, elaborado pela Confederação Nacional do Transporte (CNT), divulgado na última quarta-feira, 19.

Nele também é possível observar que nove estados brasileiros terminaram o mês de junho com saldo positivo de empregos no transporte rodoviário de cargas. Eles foram: Acre, Rondônia, Mato Grosso, Pará, Tocantins, Maranhão, Goiás, Mato Grosso do Sul e São Paulo.

Mato Grosso (1.807), Goiás (1.673) e São Paulo (1.616) estão na frente quanto a geração de emprego no setor, respectivamente.

Ainda de acordo com a CNT, o mês com maior perda de emprego no segmento foi abril, com saldo de 12.700 desligamentos no Brasil todo.

 

Emprego no Brasil

A CNT ainda divulga no painel a questão do emprego no transporte em geral, que inclui desde o rodoviário de cargas, passando pelo de passageiros, até o aéreo e marítimo, entre outros. Foram 6,7 milhões de admissões no transporte entre janeiro e junho de 2020, contra 7,9 milhões de demissões. O saldo final é negativo: – 1,1 milhão de empregos perdidos.

Os únicos estados que tiveram saldo positivo de empregos nos primeiros 6 meses de 2020 foram o Acre, com saldo de 3.565 empregos, e o Mato Grosso, com saldo de 1.270.

Esses dois estados são relevantes para o agronegócio, sendo fortes na economia regional e nacional. No Mato Grosso, destaca-se o transporte de grão e a safra. No Acre, o setor de pecuária tem crescido principalmente na rota entre Porto Velho (RO) e Rio Branco (AC).

 

Por Pietra Alcântara

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Você pode gostar
posts relacionados