domingo, outubro 17, 2021

Saúde do caminhoneiro: Como fazer exercícios físicos na estrada?

A rotina desgastante dos caminhoneiros ao passar horas viajando faz com que esses profissionais tenham pouco tempo livre para realizar outras atividades, como por exemplo praticar exercícios físicos, e, consequentemente, cuidar da sua saúde. Entretanto, mesmo com a falta de tempo, é possível fazer exercícios físicos mesmo na estrada.

Saúde do caminhoneiro

Para se ter uma ideia da seriedade do assunto, o Instituto CCR realizou uma pesquisa em 2017 com 3.042 motoristas de caminhão e constatou que 85% dos entrevistados apresentavam quadro de obesidade.

Pensando na saúde do pessoal do volante, o Pé na Estrada, com ajuda de uma especialista, resolveu passar algumas dicas de como o caminhoneiro pode conciliar a sua jornada de trabalho com a prática de exercícios físicos na estrada.

“O caminhão é uma máquina e o nosso corpo também é. O mesmo cuidado que o motorista tem com o seu caminhão, deve ter com a sua saúde. O motor e a lataria do veículo se comparam com as nossas musculaturas e articulações e o combustível do caminhão é o nosso sistema respiratório”, diz Natália Datrino, profissional de Educação Física.

Sabendo do tempo apertado dos caminhoneiros, Datrino passou algumas dicas dos exercícios mais recomendados para se praticar nas estradas. São eles o alongamento, a caminhada, a flexão de braço e os abdominais. Para dar um suporte, ela também recomenda o uso do TRX (fitas para treinamento em suspensão) e de elásticos por serem simples e de fácil transporte.

exercicios fisicos na estrada
Pista de caminhada do posto Graal / Rodovia dos Bandeirantes

Para as flexões de braço e abdominais, é indicado ir aumentando a quantidade gradativamente, de acordo com o limite do seu corpo. Se começou com 10 flexões e percebeu que dá para fazer mais, na próxima tenta fazer 15, por exemplo, comentou a especialista.

O tempo médio ideal para se praticar alguma atividade física é de 20 a 30 minutos por 5 dias ou uma hora por 3 dias, mínimo recomendado pela OMS (Organização Mundial da Saúde) para não ser considerado uma pessoa sedentária. 

Além disso, ela faz uma alerta para a alimentação e para as horas de sono do motorista. No cardápio, devem ser priorizadas as comidas menos calóricas e com menos açúcar, também é necessário dar prioridade às que tenham proteínas, como carnes brancas, peixes e frangos, e aos carboidratos, como pães, arroz, batatas e legumes. E sempre ingerir muita água.

Na hora de dormir, o mínimo são 6 horas por noite, mas o mais saudável são 8. Uma boa noite de sono ajuda a reduzir o cortisol, hormônio do estresse, da fadiga e do cansaço.

Academias ao ar livre do posto Graal

O estradeiro que passa pela unidade Graal da Rodovia dos Bandeirantes, KM 56,5, SP 348, se depara com um espaço aberto com alguns equipamentos para a prática de exercícios físicos.

exercicios fisicos na estrada
Academia do posto Graal / Rodovia dos Bandeirantes

Clique aqui e veja o vídeo feito mostrando a construção desse espaço.

Embora seja um espaço bem estruturado e gratuito, a academia ao ar livre ainda é pouco frequentada no horário da manhã. Para tentar entender o porquê do espaço estar vazio, nossa equipe foi até o posto para entrevistar alguns caminhoneiros que estavam parados por lá.

Todos os entrevistados citaram um ponto em comum nas suas respostas: A sombra. Fábio, Arilson e Ricardo acreditam que se existisse uma cobertura no espaço, principalmente pelo forte calor na parte da manhã e da tarde, isso seria um incentivo para que os caminhoneiros frequentassem a academia.

Ricardo ainda faz uma importante relação entre a categoria dos caminhoneiros com o uso da academia:

“Se hoje tivesse uma estrutura melhor para o caminhoneiro, principalmente para o autônomo, ele teria mais tempo para se dedicar a academia. Porque se eles têm meia hora para almoçar, se passa dez minutos, esses dez minutos vão pesar no próprio frete dele. A gente que é de transportadora tem agendamento, tem uma comissão fixa, então não temos tanta preocupação igual ao autônomo quanto ao tempo”, comentou o rapaz que estava jogando pebolim com os amigos.

Já Osenias, de 53 anos, conta que há 7 meses estava com sobrepeso e quando foi ao médico, o profissional recomendou fazer caminhada e reduzir alguns hábitos alimentares. Desde então, ele emagreceu 12 kg e pretende chegar aos dois dígitos nesse ano perdendo mais 15 kg. Determinado, ele passou um recado aos seus colegas de profissão:

“Comecem a caminhar nem que seja no pátio do posto. Nesse vai e volta você já anda 1km. Em 2 ou 3 meses a sua respiração vai melhorar, o seu sono vai ser mais gostoso, a sonolência do dia-a-dia vai embora e você vai ter mais disposição para fazer diversas coisas. Apenas comece!”.

Ainda em relação ao incentivo, Datrino fala da importância de fazer campanhas políticas de conscientização. Os municípios ficariam responsáveis pelos espaços e pelos profissionais e iam garantir que a informação seja entregue para as pessoas de uma maneira mais clara:

“Ao invés de ter apenas o material físico, é importante ter o material pessoal também como um profissional para orientar. Não adianta só colocar o equipamento e as pessoas não saberem utilizar”.

Por mais que o motorista possa fazer esses exercícios físicos na estrada quando encosta o caminhão, ao dirigir é necessário atentar-se a postura para manter o seu corpo fortalecido. Caso sinta dores agudas, a especialista indica fazer alongamentos na região da posterior da coxa e da lombar todos os dias.

“Se o caminhoneiro também puder a cada duas horas de viagem parar para encostar os braços e as pernas para melhorar a circulação sanguínea é melhor ainda”, finaliza Datrino.

 

Por Wellington Nascimento

 

 

 

 

 

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Inscreva-se nos nossos informativos

Você pode gostar
posts relacionados