segunda-feira, abril 19, 2021

Shacman volta ao Brasil com caminhões a gás

Você se lembra da Shacman, montadora chinesa de caminhões? A marca veio em 2014 para o Brasil e prometeu uma fábrica em Tatuí/SP, que nunca saiu do papel. A empresa está de volta ao Brasil, dessa vez com caminhões a gás, em uma parceria que envolve o governo de Sergipe, a empresa Golar Power, as Centrais Elétricas de Sergipe (Celse) e a Alliance GNLog.

shacman
Imagem: Divulgação

O anúncio foi feito na última segunda-feira, 9, durante Fórum Sergipano de Petróleo e Gás (FSPG). De acordo com o governador do estado, Belivaldo Chagas, o governo tem adotado medidas voltadas ao fortalecimento da área energética na região.

Os caminhões movidos a Gás Natural Liquefeito (GNL) trazidos para Sergipe foram resultados do acordo entre a empresa Alliance GNlog e a Golar Power, no intuito de criar infraestrutura de abastecimento de caminhões movidos a gás natural liquefeito.

A empresa Alliance GNlog irá viabilizar uma frota de caminhões movidos a GNL, enquanto a Golar Power ficará responsável pelo abastecimento destes veículos.

À frente do primeiro terminal privado de regaseificação no Brasil, a Golar Power é sócia da Celse na implementação da maior termelétrica da América Latina, a UTE Porto de Sergipe, com potência de 1,5 GW.

Chagas afirma que os planos para o estado incluem a inauguração de uma Termelétrica, que já está em fase de testes, em março de 2020.

Combustível a gás em SE

shacman
Imagem: Divulgação

Na primeira etapa do projeto, serão colocados em operação quatro caminhões 100% movidos a gás, fabricados na China pela Shacman e que já se encontram no Brasil. A meta é chegar a 1 mil unidades até o fim de 2020, com investimentos de, pelo menos, US$120 milhões.

Por meio do Protocolo de Intenções serão realizados estudos técnico-operacionais, locacionais e fiscais, visando a implantação da unidade da Shacman em Sergipe. A iniciativa é fruto da aprovação Lei Estadual nº 8.609 de 22 de novembro de 2019 que reduz o valor do IPVA para caminhões para a alíquota de 0,2%.

O diretor-geral da Alliance GNlog, Ricardo Rezende, sinaliza positivamente com a possibilidade trazer montadora de caminhões para  Sergipe. “A gente está muito confiante que isso vai acontecer de forma natural aí nos próximos meses e acontecendo isso, no horizonte de dois anos a gente quer trazer a fábrica da Shacman”, afirma.

Será que dessa vez a coisa anda? O que você acha, parceiro?

 

Por Pietra Alcântara com informações da Agência Sergipe

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Você pode gostar
posts relacionados