quinta-feira, outubro 28, 2021

Sob nova direção, Petrobras anuncia redução no preço do diesel

A Petrobras anunciou nesta sexta-feira, 30, que o preço médio do diesel e da gasolina nas refinarias irá sofrer queda a partir deste sábado. Com os novos valores, o diesel passa a custar R$ 2,71 por litro, redução de 1,8% ou de 6 centavos. Já a gasolina irá a R$ 2,59 por litro, queda de 1,9% ou de 5 centavos. A redução no preço do diesel marca a primeira mudança de preço do combustível após o general Joaquim Silva e Luna assumir a presidência da estatal.

O último reajuste no preço dos combustíveis tinha ocorrido em 16 de abril, em meio a troca na presidência da Petrobras. Na ocasião, o diesel teve um aumento de 3,8% e a gasolina de 1,9%. 

Mesmo com a redução do preço do diesel, o combustível acumula alta de 34,1% desde o início do ano. No total, foram seis aumentos e apenas três quedas no preço do diesel nas refinarias em 2021.

Em comunicado, a Petrobras informou que “os reajustes podem ser realizados a qualquer tempo, dependendo das condições de mercado e da análise do ambiente externo”.

Posto Petrobras

Petrobras sob nova direção 

Joaquim Silva e Luna tomou posse da presidência da Petrobras no dia 19 de abril. O general foi uma indicação do Presidente da República, Jair Bolsonaro, para substituir Roberto Castello Branco, agora ex-presidente da estatal. Ele foi aprovado para assumir uma vaga no Conselho de Administração da Petrobras e logo depois recebeu a aprovação dos membros do conselho para assumir o comando da companhia.

Ao assumir o posto, Luna disse que buscará reduzir a volatilidade dos preços de combustíveis sem “desrespeitar” a paridade de importação, discurso que foi bem visto por investidores e que fizeram as ações da companhia subirem no dia. A informação é do portal G1.

Prazo da isenção de impostos federais sobre o preço do diesel termina neste final de semana

A redução no preço do diesel anunciada nesta sexta-feira veio às vésperas do fim do prazo da isenção da cobrança do PIS e Cofins sobre o combustível. A isenção desses impostos federais foi uma decisão tomada por Bolsonaro para tentar abaixar o preço do diesel em meio a constantes aumentos feitos pela Petrobras.

O decreto foi sancionado pelo presidente no dia 2 de março e vale temporariamente por dois meses, prazo que termina neste final de semana. Na época, Bolsonaro disse que a medida serviria para que nesses meses o governo encontrasse formas de zerar os impostos federais sobre o combustível de forma definitiva. No entanto, o governo ainda não informou se manterá o desconto.

Caso não haja renovação do prazo dessa isenção, o preço no diesel na bomba poderá ficar cerca de R$ 0,25 a R$ 0,30 mais caro a partir da próxima semana.

 

Por Wellington Nascimento

 

 

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Inscreva-se nos nossos informativos

Você pode gostar
posts relacionados