quarta-feira, outubro 21, 2020
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Trecho da SC 401 está prestes a completar 1 ano sem mortes

- Publicidade -

O trecho norte da rodovia SC 401, que conecta a região central de Florianópolis ao Norte da Ilha, está prestes a completar um ano sem mortes. Nesta quarta-feira, 13, o trecho está há 364 dias sem acidentes fatais.

Leia também: Acidentes fatais – imprudência no trânsito pode ser mortal

O último aconteceu em 12 de novembro do ano passado. A vítima morreu atropelada por um veículo na altura do trevo de Canasvieiras. O acidente completará 365 dias na próxima quinta-feira, dia 14.

Caso os 365 sejam alcançados, a placa que fica em frente ao Posto 1 da Polícia Militar Rodoviária, em Santo Antônio de Lisboa, poderá ser trocada com a contabilização do recorde inédito para o trecho.

Para o comandante do 1º Batalhão da Polícia Militar Rodoviária de Santa Catarina, major Pablo Neri Pereira, a segurança da rodovia depende de três fatores principais. Ele defende que o primeiro e mais importante fator é a conscientização do usuário, seguido da estrutura da estrada e da fiscalização.

“Acreditamos que as pessoas estão mais conscientes em relação a importância de respeitar os limites de velocidade e não dirigir após a ingestão de bebida alcoólica”, analisa o major. “De nada adianta ter boa estrutura, com sinalização e iluminação, e fiscalização contínua sem que as pessoas tenham consciência de dirigir com foco na segurança”, aponta.

Além disso, o comandante destaca o aumento das ações de fiscalização nesse período e de barreiras da Lei Seca para verificação de níveis de álcool no sangue. “A gente não gosta muito de comemorar essas datas, mas sem dúvida seria um marco esse registro de um ano sem mortes na rodovia”, afirma.

sc 401
Imagem: Google Maps

A SC 401 é uma rodovia que possui dois trechos: o norte, que é a Rodovia José Carlos Daux; e o sul, que liga o Centro ao Sul da Ilha.

Esse é conhecido como Via Expressa Sul, ou Rodovia Governador Aderbal Ramos da Silva. Ele vai do túnel Antonieta de Barros até o elevado da Seta e ainda tem um trecho isolado que vai da Seta até a entrada do novo aeroporto. Na parte sul da SC 401 houve três mortes desde 12 de novembro de 2018: duas no dia 1º de dezembro e uma em 12 de março deste ano.

 

Adaptado de ND Mais

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Você pode gostar
posts relacionados