O ano de 2017 terminou superando as expectativas da Anfavea em relação a vendas de veículos em geral. O número de emplacamentos de veículos novos é o maior desde 2012 e fecha o ano no positivo: 9,2% de aumento no acumulado. Os caminhões, por sua vez, tiveram um bom desempenho nas vendas, tendo a melhor média desde 2015, apesar das vendas de veículos pesados terem fechado o ano abaixo das previsões. Este foi um ano em que os veículos elétricos ganharam mais destaque, além das máquinas agrícolas, que tiveram bons números no primeiro semestre do ano, impulsionados pela safra recorde. Seguindo essa linha, há expectativa positiva para 2018

 

Caminhões

expectativa_positiva_para_2018

O aumento na venda de caminhões em dezembro foi pequeno no acumulado: apenas 2,7%. Ainda sim, quando comparamos as vendas do último mês com o mesmo período em 2016, temos um aumento de 36,5%. Apesar de expressivo, o aumento ainda é baixo quando pensamos na base dos números, lembrando que 2016 foi um ano de vendas reduzidas.

Os extra-pesados tiveram aumento nas vendas de 23%, quando comparado ao ano anterior. Inclusive, esse foi o segmento que segurou a categoria de caminhões. Dos semi-leves aos semi-pesados, o crescimento foi bem menor no acumulado, com destaque para os leves, que tiveram queda de 11,2%. Quando comparamos as vendas de dezembro com o mesmo período do ano anterior, os números são positivos: 62,8% de crescimento para os médios e e 26,5% para os leves.

Nas exportações, 2017 foi positivo para todos os tipos de veículos, o que inclui os caminhões. O melhor mês foi novembro, com o maior número de exportações desde 2007. Em dezembro, como é de se esperar nesta época, as exportações de caminhões diminuíram um pouco: 11,8% em relação ao mesmo mês em 2016. No acumulado, as exportações de caminhões fecharam o ano com aumento de 31,3%, com destaque para os caminhões médios que fecharam o ano com crescimento de 89,6%.

O ano de 2017 marca uma fase positiva para a exportação. É importante destacar que os veículos brasileiros vem ganhando espaço no mercado internacional, com exportações para países como Argentina e Chile, além dos EUA, que tem a forte competitividade como característica principal de seu mercado de automóveis. Um sinal de que a qualidade do que é fabricado por aqui é suficiente para atingir o mercado externo.

 

Ônibus

expectativa_positiva_para_2018

As vendas de ônibus fecharam o ano no positivo: 5,3% de crescimento no acumulado e 83,3% em relação à dezembro de 2016. Nas exportações, houve queda de 18,3% em relação ao mesmo período do ano anterior, fechando o ano com queda de 6,4%. Lembrando que em novembro, o saldo de vendas foi positivo: 78% de aumento em relação ao ano passado e um singelo crescimento de 0,4% no acumulado.

 

Máquinas agrícolas

expectativa_positiva_para_2018
Imagem: Máquinas Agrícolas e Inovações

As vendas de máquinas agrícolas continuam em queda, mas fecharam o ano com números positivos: 1,5% no acumulado. Em relação à dezembro de 2017, houve queda nas vendas de 8,8%. A vice-presidente da Anfavea, Ana Helena Correa, comenta que ao analisar os resultados é preciso considerar que os principais responsáveis pela diminuição são os tratores de rodas – que tiveram redução de 12,6% nas vendas – e a colhedoras de cana – com 9,8% de queda. Em contraste, os cultivadores motorizados tiveram aumento nas vendas de 300% quando comparamos com o mesmo período de 2016. A queda nas vendas também indica qualidade nas máquinas usadas na colheita, o que exclui a necessidade de renovação e frota e explica a diminuição nos licenciamentos.

Sobre exportações, as máquinas agrícolas fecharam o ano em 46,9%, com crescimento de 39,1% em relação ao mesmo mês em 2016.

 

Previsões

Segundo as previsões da Anfavea, 2017 fecharia com 6,7% de crescimento nas vendas de veículos pesados, com projeção de 65,6 mil unidades vendidas. O ano fechou um pouco abaixo do esperado, com 63,7 mil unidades vendidas, que representam 3,2% de crescimento.

As previsões da Anfavea são positivas para 2018, com expectativa de aquecimento no mercado de caminhões impulsionado pela necessidade de renovação de frota, motivado também pela obrigatoriedade da inspeção veicular, que tem previsão de vigência para 2019. Os números esperados são:

Tipo Unidades 2018 Unidades 2017 Crescimento
Total Autoveículos 2.502 mil 2.240 mil 11,7%
Pesados 79,5 mil 63,7 mil 24,7%
Máq Agrícolas 46,0 mil 44,4 mil 3,7%

 

 

E você, qual a sua expectativa para 2018?

 

Por Pietra Alcântara

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here