Muito se fala sobre desvalorização do profissional do volante por todos que fazem parte da cadeia logística. Mas, será que os próprios motoristas não têm parte dessa responsabilidade? Alguns dizem que uma parcela da classe, além de desunida, dá maus exemplos no comportamento, manchando a imagem da categoria. E aí, o que fazer?

Veja também: 

Dificuldades nas estradas do MT

Remuneração do motorista

 

3 COMENTÁRIOS

  1. Com certeza, não se pode atribuir toda culpa ao motorista.Mas ,as atitudes dos maus profissionais contribui muito para esta desvalorização.É só vermos estes marginais que usam do transporte para estravasarem suas adrenalinas ,sem se quer importar com o que pode acontecer. Motoristas por pensarem que estão trabalhando ,se acham donos das estradas ,e assim cometem atos bárbaros,tais como: apertam carros pequenos ,querem que os outris andem no acostamento e várias outra atrocidades.O mototista não precisa necessariamente ser letrado,mas sim passar por reciclagem,modos de convivência social.É preciso que as autoridades tenham o poder de autuarem com base no disco de tacógrafo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui