Neste domingo o Pé na Estrada continua uma série de reportagens sobre a rotina de motoristas que descarregam em supermercados e centros de distribuição. Além da falta de infraestrutura, existe um outro problema: a cobrança para descarregar a mercadoria. Veja o que dizem os estradeiros sobre a prática e a avaliação de um especialista tributário, que fala sobre comprovação legal e impostos. E ainda: O uso das placas Mercosul é obrigatório desde janeiro deste ano, mas tem muita gente reclamando da qualidade delas. Pouca refletividade, baixa qualidade da tinta e falta do lacre são algumas das queixas. Veja o que dizem as normas de produção e as dicas que ajudam a evitar que o material desbote.

Acompanhe a visita de “Parceiro de Estrada Mobil Delvac” na Lorange Diesel, na cidade de Caxias do Sul/RS, há mais de 40 anos prestando bons serviços à turma.

Anote a dica de contratação da Brunato, o agregamento da Eros Logística e os fretes da TransBia.

Café com bolinho de chuva e Pé na Estrada na TV! Sintonize SBT, todos os domingos às 7h.

Veja também:

Novidades nos extrapesados e a importância das faixas refletivas
Banheiro limpo e RNTRC digital

2 COMENTÁRIOS

  1. Eu acho um absurdo ter q pagar a descarga,o motorista chega no destino,no caso, centro logístico,além d pagar a descarga o trabalho deles não ajudam nem abrir as tampas nem dobrar a lona,c vc tem q pagar a descarga o motorista não pode botar a mão em nada,eles agenda um horário e nunca cumprem.

  2. Os mercados cobram pra descarregar o motorista e o ajudante que descarregam e ainda tem que guardar a mercadoria no depósito . Alguns ainda tem que subir escada. Sem te contar que alguns conferentes são uns cavalos. Se achando mas superior que os entregadores .

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here