terça-feira, setembro 29, 2020
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

ZF completa 35 anos de produção de eixos no Brasil, confira a trajetória

- Publicidade -

A ZF completa 35 anos de produção de eixos no Brasil. Desde 1985, foram cerca de 550 mil eixos inteiramente produzidos na planta de Sorocaba, SP.

Leia também: Volkswagen estreia nos extrapesados com Meteor e Constellation

zf completa 35 anos
ZF completa 35 anos de produção de eixos no Brasil | Fachada da planta industrial da ZF em Sorocaba, SP.

São eixos dianteiros tracionados para tratores e máquinas agrícolas com potências de 75 a 240 cavalos e eixos dianteiros e traseiros para retroescavadeiras utilizadas no segmento de construção. O maior volume registrado em um único ano ocorreu em 2010, quando a planta finalizou o ano com 30.243 produtos fabricados, atendendo apenas o mercado brasileiro.

De acordo com dados da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), entre 1975 e 2017, a produção de grãos, que era de 38 milhões de toneladas, cresceu mais de seis vezes, atingindo 236 milhões de toneladas, enquanto a área plantada apenas dobrou.

Hoje em dia o maior volume de produção de eixos no Brasil pela ZF é do setor de tratores agrícolas, enquanto para o setor de construção, a produção de eixos aumenta em larga escala para aplicação em retroescavadeiras.

Essa alta capacidade de absorção está diretamente relacionada às safras recordes no Brasil, segundo Paulo Vecchia, Gerente Sênior da Unidade de Negócios de Sistemas Fora de Estrada da ZF América do Sul.

 

Trajetória da ZF

zf completa 35 anos

Apenas cinco anos após o início das operações da ZF na unidade de Sorocaba, SP, a empresa inaugurou uma segunda ala, dedicada, dentre outros produtos, à fabricação de eixos agrícolas, em 1985.

De acordo com Paulo Vecchia, a partir dos anos 80 os tratores 4×4 ganharam os campos aumentado a versatilidade para utilização de implementos maiores, para operações mais pesadas, em terrenos que exigem mais dos equipamentos. Daí a importância do eixo tracionado dianteiro, uma oportunidade de negócios que a ZF agarrou estrategicamente.

As primeiras evoluções foram a partir da família APL, iniciada em 1985, que possibilitaram a produção local de máquinas agrícolas de maior potência, revolucionaram a produtividade dos tratores rurais brasileiros, levando a marca ZF para a liderança no desenvolvimento e produção de eixos agrícolas no Brasil.

Os modelos 335 e 350 tornaram a família de eixos APL 300 a mais vendida na América do Sul, de acordo com a empresa. Com ela, a ZF se tornou líder na produção e comercialização de eixos dianteiros de tração para tratores 4 x 4 com cerca de 75% do mercado e fornecimento para todos os principais fabricantes como Agrale, New Holland, John Deere, Valtra e Massey Ferguson, no Brasil e na Argentina.

 

Expansão industrial

A partir dos anos 2000, as inovações foram direcionadas para o setor agrícola. Em função desse crescimento do agronegócio na época, em 2004 a ZF anunciou a ampliação e modernização de sua linha de produção, incluindo a aquisição de equipamentos para seu laboratório de qualidade.

Com isso, ampliou sua capacidade de produção de eixos tracionados em cerca de 60% e atingiu, a partir de abril de 2004, volume de produção de 2.500 unidades/mês.

Nesta linha começou a produção da segunda geração da família, a AS3000 – lançada em 2008. A família trouxe um sistema modular formado por uma carcaça central e duas laterais, inovação presente no modelo AS-3050.

Foi a partir da família AS 2000 que se iniciaram as soluções de vedação, preocupação ainda maior com baixo nível de ruído, ampla faixa de relação de redução e pino de articulação com lubrificação permanente.

A ZF foi também o primeiro fabricante de eixo tracionado agrícola de 3 metros para a cultura canavieira. Em 2009, a ZF começou a produzir o Eixo Tracionado AS 3070 de três metros.

Já família TSA entrou em produção a partir de 2014 com o modelo TSA09. “Atualmente temos mais de 40 mil unidades deste modelo em operação no campo”, revela Silvio Furtado, Diretor Executivo de Vendas para Veículos Comerciais e Industriais da ZF América do Sul.

A partir de 2017, a ZF iniciou a produção no Brasil do eixo TSA23, desenvolvido para aplicação em tratores agrícolas com faixa de potência entre 160 e 240 hp.

Atualmente os modelos TSA 20 e TSA 23 são comercializados nas versões rígida e suspensa. Esses eixos suportam aplicações em tratores com potências de 160 até 240 cavalos. Já o TSA 09 é destinado a tratores com potência de até 100hp.

 

Futuro

Para 2021, a ZF planeja trazer mais dois modelos dá sua mais nova linha, os eixos TSA11 e TSA14. Estes eixos trazem vantagens como a modularidade de componentes, facilitando a inclusão de opcionais (bloqueio de diferencial hidráulico, sensor de esterçamento, suspensão, etc.) a um produto standard.

Segundo previsões da Companhia Nacional de Abastecimento (CONAB), a safra de grãos de 2019/20 deve bater recordes históricos. “Cabe a nós analisar os principais sinais e tendências, antever transformações e contribuir com o desenvolvimento e inovação que podem contribuir para a maior produtividade possível nesta área”, diz Paulo Vecchia.

O grande desafio está no futuro e embasado também em previsões de que o Brasil deve atingir a marca de 230 milhões de pessoas nos próximos 12 anos. “Isso trará implicações importantes em termos de consumo de alimentos, tudo isso, sem falar em outros mercados”, salienta Vecchia.

 

Por Pietra Alcântara com informações da ZF

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Você pode gostar
posts relacionados