quinta-feira, janeiro 27, 2022

36 mil quilômetros de rodovias federais terão cobertura de sinal de internet 4G

Na terça-feira, 7, o Governo Federal e a Winity II, uma das empresas vencedoras do leilão 5G, selaram o acordo que prevê levar cobertura de sinal de internet 4G e telefonia para as rodovias federais.

O governo fez a assinatura dos contratos e, com isso, deu permissão para que a empresa dê início à aplicação dos R$ 3,5 bilhões de investimentos em tecnologia 4G previstos para 36 mil quilômetros de rodovias federais e 625 localidades.

Quais rodovias federais terão a tecnologia?

De acordo com o Ministério da Infraestrutura, a internet 4G terá prioridade nas rodovias federais: BR-163, BR-364, BR-242, BR-135, BR-101 e BR-116. Segundo o órgão, os trechos foram selecionados a partir de um cruzamento de dados de disponibilidade de sinal nas estradas com o apontamento de usuários feitos na pesquisa Fala Cidadão, do Ministério.

Assim como as rodovias citadas acima são consideradas estratégicas para o transporte rodoviário de passageiros e do escoamento da produção agropecuária.

Além disso, também haverá ampliação do sinal de telefonia celular. Alguns aeroportos também vão ter benefícios com a implantação da rede de internet.

Reivindicação antiga

A melhora do acesso à internet nas rodovias federais é uma reivindicação antiga de caminhoneiros e outros usuários das vias. Para o caminhoneiro, o uso do celular também faz parte da profissão, já que muitos estradeiros utilizam a internet para buscar cargas e negociar o frete. 

De acordo com a pesquisa ‘Retrato do Motorista de Caminhão’, em trabalho realizado pela SK Cia da Informação em parceria com a Revista O Carreteiro, 95% dos motoristas de caminhão entrevistados utilizam smartphone. Desta porcentagem, 91% acessam a internet pela conexão 3 ou 4G. Ou seja, o estradeiro depende que o local da estrada ofereça uma boa cobertura de sinal para conseguir ficar conectado.

Além disso, 100% dos caminhoneiros utilizam o WhatsApp, serviço que precisa da internet, para se comunicar. E 90% dos entrevistados usam a internet durante as esperas para carga ou descarga. Para ver mais dados sobre a pesquisa, é só clicar aqui. Por isso, já era necessário a ampliação da cobertura do sinal de internet nas rodovias federais.

Apesar do uso do celular ser essencial hoje em dia, é bom tomar muito cuidado para não cair em golpes. Veja como fugir de ladrões de dados na internet clicando aqui.

A importância da internet no setor rodoviário de cargas

O presidente da Anatel, Leonardo de Moraes, comentou ao site TechTudo sobre a tecnologia 4G em rodovias.

“O reforço de internet 4G nas estradas, ainda que associado ao projeto de 5G, é benéfico para o setor agro, um dos mais importantes em termos de participação no Produto Interno Bruto (PIB). Rodovias efetivamente conectadas permitem comunicação melhor entre pessoas e até mesmo entre máquinas”.

Já Fábio Faria, Ministro da Comunicação, explica que a tecnologia vai trazer uma série de recursos que só a alta velocidade pode proporcionar. Como por exemplo, no monitoramento do caminhão, desde o seu carregamento, trajeto, chegada ao porto e descarga. De acordo com ele, isso trará mais “eficiência e possibilita a automação de muitas tarefas”. 

 

Por Wellington Nascimento com informações de Ministério da Infraestrutura

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

3 COMENTÁRIOS

  1. Instrutor morais diz e importante a BR 324 que ficou de fora a implantação tecnológica da internet. Somente contemplou outras bra. Diz o instrutor morais diretamente de Feira de Santana Ba manifestem.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Inscreva-se nos nossos informativos

Você pode gostar
posts relacionados