domingo, abril 18, 2021

Após greve, cegonheiros de Catalão conseguem acordo com empresas

Na semana passada, 15 de dezembro, cegonheiros de Catalão (GO), das empresas Tranzero e Sada entraram em greve no estado. O Sindicato dos Motoristas Cegonheiros do Estado de Goiás (SMCEG) e o Sindicato dos Trabalhadores em Transporte (SindTransportes) lideraram a manifestação.

Leia também: PRF aumenta policiamento para Operação Rodovida 2020

cegonheiros de catalao
Após greve, cegonheiros de Catalão conseguem acordo com empresas | Imagem: Google Maps/Catalão

A greve contou com o apoio de outros sindicados, como Sindicato dos Comerciários (Sindcom), Sindicato MetaBase, Sindicato da Construção Civil (Sintracom) e do Sindicato dos Metalúrgicos (Simecat).

Empresas do transporte rodoviário de automóveis, com filiais na cidade, ingressaram com ação para declarar ilegal greve deflagrada, na mesma data, pelos sindicatos de motoristas cegonheiros e do transporte rodoviário da cidade.

Uma audiência de conciliação em regime de urgência foi marcada para o dia 17, porém, antes mesmo de sua realização, as partes chegaram a um acordo, pondo fim ao movimento grevista deflagrado e ao processo.

No acordo, os profissionais cegonheiros pediram benefícios como aumento do ticket alimentação de R$252,00 para R$750,00 e pagamento do retroativo do reajuste de 2,5%, referente aos meses de maio de 2020 a dezembro de 2020, que deve ser pago até o dia 23 de dezembro.

 

Saiba mais no site do Simecat

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Você pode gostar
posts relacionados