Na noite da última quarta-feira, 23, o plenário da Câmara dos Deputados aprovou projeto de lei para zerar PIS/Cofins sobre o diesel até o final do ano. Porém, nesta quinta-feira, 24, o ministro-chefe da Secretaria de Governo, Carlos Marun, declarou que “a decisão da Câmara foi baseada em cálculos equivocados”.

Os cálculos da Câmara dos Deputados que indicavam ser possível desonerar os combustíveis do PIS/Cofins e cobrir a perda de receita com o resultado da reoneração da folha estavam errados.

zerar_PIS_Cofins_sobre_o_diesel
Imagem: The Sun

“Agora é avançar no sentido de um ajuste em relação às consequências da medida ontem adotada e aprovada na Câmara dos Deputados”, disse. “Não existe mais dúvida nenhuma em relação a isso: houve um erro de cálculo.” O ministro não disse como seria feito o ajuste.

Este novo acordo, costurado às pressas, teria vindo como resposta à crise gerada pela greve dos caminhoneiros, que chega ao quarto dia causando desabastecimento nas cidades e aeroportos do país.

Veja também: Diesel deve cair 10% por 15 dias segundo a Petrobrás.

 

Por Pietra Alcântara com informações da Folha e do UOL

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here