sábado, novembro 28, 2020

Com queda nas vendas, Anfavea prevê desafios para retomada

Com queda nas vendas de caminhões e nas exportações, o mercado parece caminhar em direção as projeções da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea). Essa é a conclusão da entidade, que divulgou à imprensa dados sobre o mercado de veículos no Brasil no último mês.

Leia também: Venda de diesel dá sinais de recuperação

resolucao 5849
Com queda nas vendas, Anfavea prevê desafios para retomada.

A retomada se dá em um cenário de grandes desafios para a indústria, e projeta para o fechamento do ano números bem próximos às das projeções feitas pela Anfavea anteriormente.

“Temos muitos desafios para atingir uma recuperação mais vigorosa, como os novos protocolos das fábricas, a dificuldade de planejar o médio prazo, a alta dos custos e, recentemente, a falta de alguns insumos”, destaca Luiz Carlos Moraes, presidente da entidade.

 

Caminhões

produtos perigosos

As vendas de caminhões em outubro tiveram queda de 16% em relação ao mesmo período em 2019. Comparando com setembro de 2020, houve aumento de 8,2%.

No acumulado, também houve retração: 70,3 mil unidades vendidas em 2020 até a outubro, contra 83,6 mil unidades no mesmo período do ano passado, o que representa -15,5%.

As exportações de caminhões tiveram redução em outubro: 6% a menos que setembro deste ano. Em relação ao ano passado, as exportações também caíram.

Foram 1.474 unidades exportadas em outubro deste ano. Já em 2019, foram 1.499 unidades, o que representa 1,7% a menos. No acumulado, houve queda de 10,3%.

 

Ônibus

tarifa de onibus

Foram 1,4 mil unidades de ônibus vendidas em outubro deste ano, contra 1,2 mil unidades no mês de setembro, representando 16,5% de aumento. Em relação ao ano passado, houve queda de 33,4%, já que em outubro de 2019 foram 2,1 mil ônibus vendidos.

No acumulado deste ano, foram 11,4 mil unidades vendidas, contra 17,3 mil em 2019, com queda de 34,3%.

Nas exportações, foram 482 unidades de ônibus em outubro, contra 294 em setembro do mesmo ano. Isso representa aumento de 63,9%. Em 2019, foram 497 unidades exportadas em outubro, o que representa queda de 3%. No acumulado, a queda representa 42,3%.

 

Máquinas agrícolas

O setor de máquinas agrícolas e rodoviárias, menos afetado que o de autoveículos, registrou alta de 9% na produção, com 4.919 unidades, na comparação com setembro. Boa parte desse incremento se deveu às exportações de 901 unidades, 21,1% a mais que no mês no anterior.

Já as vendas internas, que totalizaram 4.530 unidades, recuaram 5% em outubro. No acumulado do ano, as vendas cresceram 1,6%, mas a produção e as exportações caíram 18,1% e 32,1%, respectivamente.

 

Por Pietra Alcântara com informações da Anfavea

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Você pode gostar
posts relacionados