quarta-feira, dezembro 1, 2021

Dia do Banheiro: A difícil realidade na rotina dos caminhoneiros

Existe dia para quase tudo, né? E neste 19 de novembro é comemorado o Dia Mundial do Banheiro. A data foi criada em 2003 pela Organização das Nações Unidas (ONU) para chamar atenção de autoridades para falta de saneamento básico no mundo. Segundo a ONU, mais de 4,5 bilhões de pessoas não têm acesso a saneamento básico e a banheiro. Nas estradas, encontrar banheiro limpo e com condições de higiene é um desafio diário para muitos caminhoneiros.

Condições de banheiros para caminhoneiros nas estradas são, na maioria das vezes, precárias
Banheiro sem papel e sem a tampa da privada em posto da Rodovia dos Bandeirantes, em São Paulo

Banheiros limpos, com água limpa, sabonete e papel. Parece ser o mínimo, mas em alguns casos acaba virando sorte para caminhoneiros que os encontram. Isso porque a realidade do trecho não é bem assim. Na maioria das vezes, são banheiros sujos, sem porta, sem tampa da privada, sem papel, sem descarga ou uma que não funciona, sem água e sabonete para lavar as mãos.

Locais que caminhoneiros circulam como postos, mercados, centros de distribuição e fábricas deveriam oferecer o mínimo de condição de higiene nos banheiros. Ainda mais em tempos de pandemia, em que a higiene é essencial para a saúde de todos. 

Veja também: Podcast – Como são os banheiros nos locais de carga e descarga?

Como evitar contaminação no banheiro?

Pensando na saúde do caminhoneiro, o repórter Jaime Alves conversou com o infectologista João Prats, do hospital Beneficência Portuguesa, em São Paulo. Ele deu dicas de como evitar contaminação ao entrar em um banheiro. 

“Entrou no banheiro, pensa que ele é contaminado. Não posso encostar em nada. Ou se você encostar, pensa que sua mão está contaminada agora. Depois de pegar no vaso e fazer suas necessidades, lave as mãos, mas use o álcool em gel depois”, disse o especialista.

Além de reforçar a importância de estar sempre com um álcool em gel na viagem, Prats também recomenda o uso da máscara ao usar o banheiro.

“Dentro do banheiro, toma muito cuidado para não colocar a mão no rosto, a mão na máscara. Deixe sua mão sempre longe do corpo. Outra coisa é sempre usar o banheiro de máscara que pode ajudar você a se proteger daquelas gotículas que podem sair de um vaso que não tem tampa, por exemplo”.

Ao dar descarga, Prats recomenda o uso de papel ou lenço, mas lembra que se não tiver esses itens disponíveis, não há problema. “Você pode contaminar a sua mão, mas lembra de descontaminar no caminho, quando você saiu, essa é a ideia”, finaliza o infectologista.

Banheiro sem sabonete líquido para higienização dos caminhoneiros
Banheiro sem sabonete líquido em posto da Rodovia dos Bandeirantes, em São Paulo

Reclamação dos caminhoneiros

A grande maioria dos caminhoneiros reclamam das condições dos banheiros nas estradas. Em conversa com o Pé na Estrada, Rodrigo Felix, caminhoneiro com mais de 22 anos de profissão, mas que atualmente está parado, contou sobre a situação que vivencia no trecho.

“Estou vindo de Vitória, Espírito Santo, acabei de sair de um banheiro aqui na 101, próximo a cidade de João Neiva. Não tinha papel, sabão para higienizar as mãos, a limpeza não feita. A gente sofre muito com isso, os melhores banheiros só pagando”, desabafou o estradeiro.

Já Renato José, de 42 anos, lembrou de um perrengue que passou por conta das más condições do banheiro. “Teve uma vez que estava passando mal de estômago, parei em um posto de combustível, fui correndo para usar o banheiro, cheguei não tinha nem porta, nem papel. E o pior, não tinha água, os sanitários estavam daquele jeito”, comentou.

Contudo, ele comenta que, na opinião dele, parte da culpa pela condições precárias dos banheiros são dos próprios caminhoneiros. “Eu descarrego muito em siderúrgica e tem uma que motoristas sempre estão destruindo o banheiro, jogam papel no vaso, quebram chuveiro, portas. O ser humano é complicado!”, disse José.

Mesma opinião do João Carlos Luso, motorista empregado. “Tem muitos banheiros sem estrutura alguma, mas muitos caminhoneiros também contribuem para isso”, comenta.

Doenças que podem ser transmitidas no banheiro

Em março de 2020, o Pé na Estrada gravou uma reportagem abordando a questão da higienização dos banheiros. O infectologista João Plats comentou sobre os perigos que um banheiro sujo pode causar na vida do caminhoneiro. Assista:

 

Por Wellington Nascimento

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Inscreva-se nos nossos informativos

Você pode gostar
posts relacionados