terça-feira, outubro 20, 2020
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Dia Internacional do Pedestre: o elo mais frágil do trânsito

- Publicidade -

Não importa se você dirige carro, moto, carreta ou ônibus. Em algum momento, todos os motoristas também são pedestres. Neste Dia Internacional do Pedestre, comemorado em 8 de agosto, é importante lembrar de detalhes que fazem a diferença para a segurança do elo mais frágil do trânsito.

Leia também: 11 maneiras bestas de tomar multa

pedestre

Pedestres e motociclistas dominam as estatísticas de óbitos em acidentes de trânsito. De acordo com dados disponíveis no portal Iris do Observatório Nacional de Segurança Viária – ONSV em 2015, 6.979 pedestres perderam a vida no país.

“O pedestre está entre os grupos de maior vulnerabilidade no trânsito. Para minimizar os acidentes é importante lembrar que em determinado momento, todos somos pedestres. Respeito ao próximo é primordial para construção de um trânsito seguro e harmônico”, afirma coordenadora de sustentabilidade da Arteris, Maria José Finardi.

 

Todos somos pedestres

De acordo com estudo realizado pela Arteris, 65% dos entrevistados, quando estão na condição de pedestre, nem sempre utilizam as faixas e passarelas para fazer a travessia. A pesquisa ouviu 387 motoristas mineiros, entre os dias 17 e 28 de agosto de 2018.

“Infelizmente ainda existe muito desrespeito, falta de atenção e excesso de velocidade que colocam a vida do pedestre em risco. Por outro lado, os pedestres devem sempre sinalizar a sua intenção, verificar se todos os veículos pararam e se há condições seguras de travessia. E claro, onde há passarela, a população deve utilizá-la, sempre”, ressalta Luciano Louzane, diretor de operações da Fernão Dias.

 

Calçadas

Algo que influencia diretamente a segurança do pedestre ao trafegar pelas cidades é a condição da calçada. Em janeiro deste ano, o decreto 58.611 foi promulgado, estabelecendo um padrão para as calçadas da cidade de São Paulo.

De acordo com o texto, a faixa de circulação de pedestres deverá ser de, no mínimo, 50% da largura total da calçada. Porém, o decreto não possui caráter punitivo e visa a melhoria da mobilidade e acessibilidade.

A fiscalização segue de acordo com a Lei nº 15.733/2013 – que determina as regras sobre muro, passeio e limpeza – o proprietário é notificado para regularizar a situação no prazo de 60 dias. Caso não corrija as irregularidades a multa é aplicada.

O valor da multa para passeio em má conservação é de R$ 439,66 por metro linear.

 

Segurança do pedestre

Para evitar acidentes, o pedestre deve ficar atento ao trânsito e evitar o uso de fones de ouvido e aparelhos celulares enquanto caminha. As condições de visão, audição e reflexos são importantes para a segurança. Ouvir música ou manusear o celular pode se tornar uma distração e impedir que o pedestre ouça a buzina de um carro, por exemplo.

Além de usar a faixa ou passarela, outra dica é olhar bem para os dois lados e antes de atravessar a rua, mesmo que a via seja de mão única.  

 

Por Pietra Alcântara

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Você pode gostar
posts relacionados