sexta-feira, outubro 30, 2020
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Dia mundial da poupança – como o estradeiro pode guardar dinheiro?

- Publicidade -

Diesel caro, frete barato… assim fica fácil comemorar o dia da Bruxas em 31 de outubro. Difícil é festejar o dia mundial da poupança, também comemorado no último dia do mês. Para tentar trazer esse dia mais perto da realidade do motorista profissional, aqui vão algumas dicas para economizar, lidar melhor com o dinheiro e saber onde guardar o que foi economizado.

 

1 – Onde foi parar meu dinheiro? Saiba como você gasta.

caminhoneiro sem dinheiro

A cena é comum, o caminhoneiro acabou de receber um frete ou o salário e, como mágica, ele já sumiu todinho. Onde ele foi parar? Um dos maiores erros para controlar o orçamento é não saber exatamente onde foi parar cada centavo.

Para ter esse controle, tenha uma planilha onde você anota todos os gastos. Desde uma bala até a prestação do caminhão e da casa. Se você for autônomo, tenha os controles separados. Um para tudo que envolve a sua empresa, ou seja, o seu caminhão. Pneus, combustível, pedágio, estadias… tudo isso deve estar em uma planilha. Outra deve ser feita para despesas da casa, como aluguel, financiamento, contas de água e luz, supermercado e tudo mais.

A família toda precisa participar, pois quanto mais gente aprendendo a lidar com o dinheiro, mais vai sobrar, ou menos vai faltar, no fim do mês.

Se toda a família ajudar, fica mais fácil guardar dinheiro
Se toda a família ajudar, fica mais fácil guardar dinheiro

Para fazer o controle, você pode usar um caderninho para anotar tudo, mas fica mais fácil se usar uma planilha de excel (clique aqui para aprender a fazer uma) ou um aplicativo (como o GuiaBolso ou o Minhas Economias).

Exercício: Dia 1º a família toda começa a anotar tudo tudo que gasta. Dia 31 todos se reúnem para ver o resultado. Só aí, já será possível ver onde vai o dinheiro e se existem coisas supérfluas que podem ser cortadas para melhorar o fluxo de caixa.

 

2 – Não compre o que não precisa

Não compre o que não precisa

Já reparou que perto do caixa, seja qual for a loja, sempre tem uns itens pequenos e baratinhos? Um chocolate, uma bala, um cheirinho pro carro… tudo isso é pra incentivar a chamada compra por impulso. Você está ali, esperando e acaba se interessando por levar o item. Resista! Não compre se você não foi à loja pra isso. Não leve mais do que tinha na lista de compras (aliás, tenha sempre uma lista de compras).

Resista também a itens maiores, como roupas, calçados, acessórios desnecessários para o caminhão. Ué, mas não posso nem comprar algo pra deixar meu caminhão bonito? Claro que pode, mas isso nos leva ao próximo item da lista.

 

3 – Planeje as compras

 

Quer colocar um acessório caro no caminhão, ou comprar uma geladeira nova? Tudo bem, desde que você se programe antes. Fazer dívida para uma compra desnecessária é um passo para nunca ter a vida financeira em ordem. Então, o segredo é ir guardando o dinheiro para essa compra e, somente quando tiver tudo para pagar à vista, aí você faz a compra.

 

4 – Planeje o pagamento de impostos anuais

dia mundial da poupança

IPTU, IPVA, licenciamento, são impostos que você sabe que terá que pagar e sabe quando, então, já se planeje ao longo do ano todo, juntando dinheiro para não passar sufoco quando essa conta chega. Aliás, se conseguir juntar para já pagar à vista, melhor ainda, pois você ainda fica com o desconto.

É importante lembrar também que no Natal tem presentes, em fevereiro tem material escolar. Esses grandes gastos são conhecidos, então prepare-se para eles ao longo do ano.

 

5 – Evite gastar dinheiro com juros

 

Para isso, não se esqueça de pagar as contas na data correta, não faça dívidas que não poderá honrar, prefira sempre a compra à vista. O dinheiro gasto com juros é um dinheiro que vai e nunca volta. Foi perdido, desperdiçado.

 

6 – Economize combustível e manutenção

preco_do_diesel_destaque

Para quem passa grande parte da vida na estrada, o diesel é um grande gasto. Mudar a forma de dirigir pode trazer grandes economias nesse quesito. Isso vale pra carros também. Por exemplo, um teste feito pela Exame percorreu um trecho de 200km a três velocidades diferentes em um Fox 1.0 Etanol. Veja o resultado

 

Velocidade                 80km/h           100km/h         120km/h

Consumo                    21,1 km/l        15,6km/l         10,4km/l

 

Percebeu a diferença? Soma-se a isso o maior desgaste de peças, lubrificante e, consequentemente, o maior gasto com manutenção. Outras dicas, como manter distância do veículo da frente, não deixar para frear em cima em um semáforo vermelho ou ainda desacelerar antes no pedágio também ajudam. Na internet você acha diversos tutoriais de como dirigir de forma mais econômica e a diferença vai toda para o seu bolso depois.

 

7 – Separe um dinheiro para a manutenção do caminhão e a troca

manutenção preventiva

O caminhão é sua empresa e empresas têm custo de manutenção. Guardar uma parte do valor recebido para manutenções periódicas é vantajoso, pois manutenções preventivas são 30% mais baratas que as corretivas, ou seja, economia. Também é necessário pensar na troca do caminhão em alguns anos, então, todo mês, é ideal pensar em guardar um dinheiro com esse objetivo. Mas guardar onde? Veja o próximo item.

 

 

8 – Não guarde seu dinheiro em investimentos ruins

investimento bom

Gerente do banco adora ligar e tentar vender um título de capitalização ou consórcio como forma de guardar dinheiro né? Não caia nessa. Consórcios são uma alternativa ao financiamento, mas não são uma forma de guardar dinheiro, pois cobram muitas taxas que levam embora qualquer lucro. Quem ganha dinheiro com consórcio é o banco. A mesma coisa vale pra título de capitalização, que paga o mesmo que a poupança, só que cobra multa caso você precise retirar o dinheiro antes da hora.

O que fazer então?

O ideal é estudar o assunto, porque existem centenas de possibilidades, mas uma dica para render mais que poupança ou os citados anteriormente é o Tesouro Direto Selic. Ele vai sempre render a taxa Selic (clique aqui e entenda essa taxa) e nunca você irá tirar menos do que colocou. Uma observação importante é, confira com seu gerente se o seu banco oferece Tesouro Direto sem taxas, caso não, procure uma corretora, já que quase todas oferecem esse investimento a taxa zero (corretoras como XP, Easynvest, Rico, etc).

 

9 – Não use limite do cartão nem cheque especial

Não use limite do cartão e cheque especial

Se tem duas dívidas que te deixam pobre e deixam o banco rico, essas são as dívidas dos cartões de crédito e do cheque especial. Enquanto o banco te paga menos de 4% de rendimento ao ano numa poupança, ele te cobra até 300% de juros pelo cheque especial ou cartão de crédito.

Em números, isso quer dizer que se você colocar R$ 100 na poupança no começo do ano, no fim do ano terá R$ 104. Agora, se ficar devendo R$ 100 no começo do ano, no final do ano estará devendo R$ 400. Não vale a pena. Se precisar muito de empréstimo, busque outros tipos, como o pessoal, consignado, a sogra…

 

10 – Negocie suas dívidas, mas só assuma parcelas que caibam no seu bolso

Só assuma parcelas que caibam no bolso

Ninguém gosta de ficar com o nome sujo. As empresas também não gostam de não receber. Então, se os dois conversarem, todo mundo sai feliz. Converse com o seu credor e negocie os juros, a multa, tudo. Porém, é necessário ter em mente um valor real que você pode pagar por mês, pois não adianta negociar e depois voltar a dever.

 

Anotou as dicas, então aplique ao longo do ano para chegar no próximo 31 de outubro com a vida financeira bem resolvida.

 

Por Paula Toco

 

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Você pode gostar
posts relacionados