Chegar em casa, tomar um vinho e comer uma massa é um pequeno prazer do dia a dia, mas não seria possível desfrutá-lo se cada um tivesse que buscar sua própria massa na Itália, seu vinho na Argentina, os tomates do molho em Goiás e os móveis da casa em Minas Gerais. Mas essa relação muita gente não faz. A maior parte da população não entende que as coisas só chegam se alguém as traz, e quem traz é o caminhoneiro. Menos gente ainda sabe que a profissão, que antes era passada de pai para filho, hoje enfrenta uma grande falta de mão de obra. Por quê? Embarque na boleia de um caminhão, pegue a estrada, conheça a rotina, os perigos, as alegrias e as condições que afastam novos e antigos profissionais dessa atividade. Como tudo que consumimos já passou por um caminhão, já imaginou como ficaríamos sem eles?

“E se eles sumirem?” é um diário de bordo de uma das muitas jornadas de trabalho de um caminhoneiro pelo Nordeste brasileiro. A jornalista Paula Toco acompanhou por uma semana, e mais de dois mil quilômetros, o motorista profissional Fernando Pitanga, ganhador da competição Melhor Motorista do Brasil em 2010. A bordo de um bitrem, rodaram pela Bahia, Pernambuco e Ceará, carregando carga perigosa. Ao longo da narrativa a jornalista vai descrevendo as situações vividas, como a falta de locais apropriados para parar, a falta de policiamento, estradas ruins, acidentes, e também vai contando as histórias que ouviu de Fernando e outros motoristas.

Entre um buraco na via e uma caixinha para o guarda, a jornalista descreve, de maneira descontraída, as longas esperas para carregar e descarregar, o descaso de muitos prestadores de serviços, as belezas do caminho, as noites dormidas na cabine, a dificuldade de encontrar alimentação e banheiros em alguns pátios de empresas, as comidas típicas de cidadezinhas no interior do Nordeste e tantas outras situações aquilo que os motoristas estão cansados de saber, mas que a sociedade não faz ideia que existam e que, muitas vezes, fazem com que os estradeiros desistam da profissão ou façam de tudo para que seus filhos não sigam seus passos. Mas se tudo passa por um caminhão, E se eles sumirem? É essa a reflexão que o livro quer provocar na população.

O livro ainda conta com um site, onde é possível ver fotos da viagem, vídeos, as matérias veiculadas no Pé na Estrada que foram feitas durante a jornada e também fazer a compra do livro, que custa R$ 15,00 mais frete. No site existe ainda a pesquisa acadêmica que deu origem a obra, um estudo sobre a evolução do transporte terrestre no Brasil, desde o século XIX até os dias atuais, contando como a situação do motorista profissional se inverteu ao longo das décadas. (acesse o site aqui)

O Lançamento acontecerá hoje, 13 de agosto, a partir das 18h30 até às 21h30, na livraria Martins Fontes, Av. Paulista, 509 – setor de artes. O motorista Fernando Pitanga e a equipe do Pé na Estrada, Pedro Trucão e Jaime Alves, estarão lá.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here