A movimentação de cargas em maio no Brasil foi de R$ 482 bilhões, o que representa aumento de 13% em relação a abril, que contabilizou R$ 430 bilhões. Os dados são da AT&M Tecnologia, empresa que detém mais de 90% do mercado de seguros de transporte de cargas.

Leia também: ‘Queda nas vendas de caminhões será menor’, prevê Anfavea

movimentacao de cargas
Movimentação de cargas tem alta de 13% em maio

No último mês de maio, comparando com o mesmo mês de 2019, a queda no valor total das cargas movimentadas no país foi de 6%, quando foram contabilizados R$ 516 bilhões.

Esse balanço mensal é desenvolvido a partir de notas fiscais e dos documentos eletrônicos de Conhecimentos de Transportes (CT-es) informados diariamente no momento do embarque pelo transportador. A base de dados é formada por mais de 26 mil transportadoras e embarcadores em todo o país.

 

Greve dos caminhoneiros

No auge da greve dos caminhoneiros, em maio de 2018, o setor de transporte de cargas sofreu um impacto muito maior quando comparado à crise do coronavírus. Essa é a conclusão da AT&M, a partir dos dados coletados por eles.

Em maio de 2018, foram registrados R$ 401 bilhões em movimentação de cargas no Brasil e 27 milhões de documentos averbados. Em maio deste ano, os valores totais de cargas movimentadas são 23% maiores, com 126% de aumento de documentos averbados.

Isso mostra que muitos setores da economia mantiveram suas atividades e a logística do país contribuiu para o abastecimento das cidades durante a pandemia.

 

Por Pietra Alcântara com informações da AT&M

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here