Com base do Infosiga SP, o Departamento de Estradas e Rodagem (DER), em parceria com o Movimento Paulista de Segurança no Trânsito, identificou e promoveu melhorias com obras em trechos perigosos, com elevado índice de acidentes.

Até o momento, 51 intervenções foram realizadas com redução de 23% nas fatalidades. Outras 42 obras estão em andamento em 24 trechos de rodovias administradas pelo DER.

obras_em_trechos_perigosos
Até agora, 51 intervenções foram realizadas em trechos perigosos em toda São Paulo. | Imagem: Christian Castanho/Quatro Rodas

“A partir do Infosiga SP foi possível levantar com precisão trechos com alta incidência de acidentes fatais e possibilitar intervenções eficazes que culminaram nessa redução significativa”, afirma o secretário de Logística e Transporte, Laurence Casagrande Lourenço.

As melhorias previstas nesse projeto incluem mais 22.500 m² de sinalização horizontal, 17,6 mil metros de defensas metálicas e 12,3 mil tachas refletivas, além de conjuntos de lombadas para trechos urbanos e radares para controle de velocidade. Em 2017, o número de fatalidades passou de 103 para 72, o que representa 31 vidas salvas.

“São medidas brandas, avaliadas ponto a ponto de acordo com as necessidades específicas de cada trecho. Por meio dos dados do Infosiga SP, a equipe técnica do DER criou soluções para proteger quem trafegas pelas rodovias. E os resultados comprovam a eficácia desse trabalho”, avalia a coordenadora do Movimento Paulista de Segurança no Trânsito, Silvia Lisboa.

 

Investimentos

Os dados foram anunciados em evento promovido pela Secretaria de Logística e transportes realizado nesta segunda, 02, no Palácio dos Bandeirantes. O Governador Geraldo Alckmin anunciou investimento de R$ 506 milhões para modernizar 33 rodovias paulistas.

O encontro serviu também lançamento de serviço eletrônico para Autorização Especial de Trânsito do Estado, solução que reduz a burocracia para transporte de cargas especiais.

 

Adaptado de Movimento Paulista de Segurança no Trânsito

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here