segunda-feira, outubro 26, 2020
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Plataformas interatividas para modernizar formação teórica de motoristas

- Publicidade -

“Conectividade.” Esta é a palavra do momento. Os veículos estão conectados, as pessoas estão o tempo todo conectadas à internet via smartphones. O modelo de aprendizagem não poderia ficar de fora. Quando se trata se de aulas teóricas para formação de novos motoristas, por exemplo, as soluções tecnológicas já estão à disposição. Um dos caminhos que os Centros de Formação de Condutores estão buscando para interagir com o público inclui plataforma multimídia e interativa.

solucoes tecnologicas

Um exemplo é a plataforma desenvolvida pela empresa Procondutor, que pode ser acessada de diferentes dispositivos, como computadores, tablets e smartphones. O conteúdo auxilia os instrutores dos CFCs na formação, reciclagem e especialização teórica dos alunos.

 

Proposta pedagógica

A proposta pedagógica considera que cada motorista possui ritmos e maneiras diferentes de aprendizado. Por isso, são oferecidos conteúdos exclusivos, que contam com funcionalidades como animações, vídeos, infográficos e games. Além disso, o aluno possui ferramentas como o simulado, vídeos extras, artigos, apostilas e a tutoria, onde pode testar seus conhecimentos e esclarecer dúvidas.

“Percebemos que a tolerância a cursos uniformes e rígidos tem sido cada vez menor, por isso concentramos esforços na inovação, com conteúdos interativos, passíveis de personalização e que utilizam infográficos, ícones, exercícios, animações e storytelling”, destaca Claudia Moraes, diretora de produtos da Procondutor.

 

Conteúdos digitais

De acordo com a empresa, a plataforma traz conteúdos digitais que são adequados à legislação e reforçam o compromisso com a realidade do trânsito. A diretora salienta que o material didático foi desenvolvido baseado na cultura brasileira, com personagens que remetem às características de diversidade do povo. Segundo ela, isso faz com que o aluno se identifique com as situações, sentindo-se parte do todo e com o poder de atuar na construção de um trânsito melhor. Os cursos têm tradução para a Língua Brasileira de Sinais (Libras) e um cuidado especial na educação de idosos.

Os alunos dos CFCs que têm esta plataforma acessam um aplicativo que libera vídeos, apostilas com informações sobre sinalização e infrações de trânsito, além de um simulado para testar os conhecimentos e se preparar para a realização da prova teórica. Para quem pretende obter a CNH, o curso híbrido, que une educação presencial e a distância, oferece jogos com teor educativo, e traz animações, buscando atingir pessoas na faixa de 18 a 26 anos.

“O público mais jovem aprecia ferramentas que trazem agilidade e praticidade, precisam de desafios e de estímulo para executar tarefas. Esse grupo está acostumado com uma realidade mais imediatista, onde é possível realizar uma gama de atividades com poucos cliques”, observa a diretora.

 

Por Jaime Alves com informações da Procondutor

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Você pode gostar
posts relacionados