A pandemia de Coronavírus mudou a rotina de muitos estradeiros. O autônomo Palmiro Calocini Jr., QRA Meninão, por exemplo, puxava soja do Mato Grosso e do Goiás para Santos. Transportava também um pouco de São Paulo. Agora, ele aumentou a frequência de cargas do interior paulista, para poder ficar mais perto de Boituva (SP), onde mora. Nesta entrevista ao nosso repórter Jaime Alves, ele fala que percebeu mais agilidade na recepção aos caminhões na baixada, mais organização no Ecopátio e que “está bom de trabalhar”. Aperte o play e confira.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here