domingo, setembro 20, 2020
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Projeto de Lei quer proibir a circulação de caminhões com carga perigosa no Paraná aos finais de semana

- Publicidade -

Projeto proíbe caminhões com carga perigosa aos finais de semana
Projeto proíbe caminhões com carga perigosa aos finais de semana

A história começou assim: A segunda-feira 4 de julho começou tensa no Paraná. Um Acidente na BR 277, envolvendo um caminhão tanque, deixou um rastro de destruição na rodovia. Além do caminhão, 12 outros veículos pegaram fogo, 15 pessoas ficaram feridas e 3 morreram.

A situação é triste e muita gente ficou preocupada. O resultado foi que, dias depois, um projeto foi apresentado na Assembleia Legislativa do Paraná. De autoria do deputado Gilberto Ribeiro, a ideia é proibir o trânsito de caminhões com carga perigosa em todo o estado do Paraná aos finais de semana.

Justificativas

Na proposta original do deputado, o objetivo é aumentar a segurança das estradas. Como nos finais de semana aumenta o número de veículos nas rodovias, aumenta também a probabilidade de acontecerem acidentes. Acidentes que envolvem caminhões, ainda mais carregados com cargas perigosas, têm maior chance de serem graves. Então a solução seria tirar esses veículos da estrada em época de muito fluxo.

Segundo a assessoria do deputado, a demanda pelo projeto veio da população, que após o grave acidente cobrou dele uma atitude como essa. Mas assim que tornou público o PL pelo Facebook, recebeu também muitas críticas.

Ainda segundo a assessoria, o projeto agora será avaliado pela CCJ (Comissão de Cidadania e Justiça), mas tanto os demais deputados quanto o próprio Gilberto Ribeiro devem estudar os impactos da medida e, se necessário, fazer mudanças no texto ou até anulá-lo.

Não foram feitos estudos de impactos logísticos
Não foram feitos estudos de impactos logísticos

Consequências

Não foram feitos estudos de impacto logístico que isso traria para o Paraná, Região Sul e restante do País. Afinal, os postos não poderiam ser abastecidos aos sábados e domingos e muita carga atrasaria se o motorista tivesse que ficar mais de 48 horas parado esperando acabar o final de semana. Sem contar que atravessar o Paraná é a única forma de chegar ou sair dos outros estados do Sul, que então seriam seriamente afetados.

Outro problema que não foi considerado foi a falta de estrutura para o motorista aguardar esse tempo. Quem pagaria as diárias dos dias parados e o quanto isso geraria de atraso e aumento de custos, ainda mais em um momento de crise?

Reclamações

Onde reclamar que o Paraná proíbe caminhões com carga perigosa aos finais de semana?
Onde reclamar que o Paraná proíbe caminhões com carga perigosa aos finais de semana?

Segundo o assessor do deputado, ele está aberto para discutir todos esses pontos. Fez a proposta para atender o anseio de uma parte da população, mas pode mudar um pouco ou tudo se outra parte der argumentos convincentes do por que essa não é uma boa medida. Então, caso você queria enviar a sua opinião, pode entrar em contato por e-mail pelo juridicogilbertoribeiro@hotmail.com ou pelo telefone do gabinete, 41 3350-4038, ou ainda pelo site http://www.deputadogilbertoribeiro.com.br .

O que aprendemos com isso?

Se a lei vai ou não ser aprovada, nós não sabemos. Provavelmente não, pois o impacto logístico e de custos seria muito grande, mas uma coisa é importante destacar:

Por que o deputado entrou com o Projeto de Lei? Porque o povo pediu! Talvez ele devesse ter feito mais estudos antes? Pode até ser, mas fez o que foi colocado lá para fazer, dar voz ao seu eleitorado. Isso quer dizer que quando você quer alguma mudança, tem que fazer a sua parte. Tem ideias interessantes? Nota coisas erradas nas estradas? Escreva tudo isso para o seu candidato. Esse projeto foi a prova de que quem chora, mama. Se você não contar para seus políticos o que você espera deles, eles nunca te favorecerão.

Fizemos uma matéria sobre como falar com seus políticos e fazer suas reclamações de forma efetiva. Relembre aqui aos 17:27.

 

Por Paula Toco

2 COMENTÁRIOS

  1. Uma penalidade insana por parte da população e esse “tal” deputado que quer ganhar popularidade em questão no momento do calor da situação, creio eu que quem deve se policiar são a população que não sabe andar nas BR e estradas do Brasil. Isso é um erro creio eu que esse “tal” deputado sr Gilberto Ribeiro não tem noção do quem vem por ai isso se a carreira dele não for água a baixo. um forte abraço a todos… se estado do PR quer ficar sem combustível que assim seja depois vão vcs cobrar lá do “tal” Gilberto Ribeiro deputado .

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Você pode gostar
posts relacionados