terça-feira, dezembro 1, 2020

Queimadas: o que o motorista pode fazer?

Historicamente o inverno é a época do ano em que queimadas se intensificam devido ao clima seco, falta de chuvas e ventos fortes.

Assista o Dia a Dia: Queimadas em rodovias

O primeiro semestre deste ano teve queda nas queimadas em rodovias concessionadas pela CCR AutoBan, em São Paulo, devido a maior incidência de chuvas nos trechos. Dados do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) apontam que o verão de 2019 foi o nono mais chuvoso do Estado de São Paulo.

Em contrapartida, o Mato Grosso enfrenta a pior temporada de queimadas dos últimos sete anos e a falta dinheiro para combater os incêndios agrava a situação. Das 141 cidades de Mato Grosso, apenas 22 têm unidades dos bombeiros.

De janeiro até agora, o estado registrou mais de 13 mil focos de calor, que podem ser indícios de queimadas.

Segundo o Instituto Chico Mendes (ICMBio), o fogo já destruiu, por exemplo, 10% do Parque Nacional da Chapada dos Guimarães. No Leste do estado, 13 mil hectares do Parque Estadual Ricardo Franco queimaram.

A situação no Mato Grosso é de alerta ambiental. Várias regiões do estado registraram até 38 graus. O clima quente e seco não tem data para ir embora, o que favorece o aumento de queimadas. As informações são do Jornal Nacional.

Em meio a essa situação se encontra o estradeiro, que precisa trafegar por trechos próximos aos focos de incêndio para realizar seu trabalho. O que o caminhoneiro pode fazer em relação às queimadas? Existem duas prioridades para o motorista nesses casos: manter a segurança e avisar as autoridades.

 

Segurança

As queimadas comprometem a segurança do motorista, já que a fumaça reduz a visibilidade, o que pode levar a acidentes e principalmente colisões traseiras. Por isso, tomar algumas medidas de segurança é importante nessas horas:

  • fechar o vidro do veículo;
  • manter distância segura do veículo da frente;
  • trafegar com farol baixo aceso;
  • não ligar o pisca alerta com o veículo em movimento;
  • não parar na faixa de rolamento.

 

Avisar autoridades

O caminhoneiro também pode ajudar na identificação de queimadas, avisando as autoridades assim que puder. Por isso é importante ter à mão os contatos do Corpo de Bombeiros (193), da Guarda Municipal (153) e das Brigadas de Combate a Incêndios Florestais.

Para denunciar uma queimada criminosa, ligue para a CNT no número 0800 728 28 91 ou para o IBAMA, através do número 0800 61 8080. Certifique-se de estacionar o veículo em local seguro para telefonar ou peça para que o passageiro o faça. Informações da cartilha “Queimadas, o que fazer?”.

 

Causa de incêndios

Além do clima seco que favorece queimadas, de acordo com o pesquisador Alberto Setzer, coordenador do Programa Queimadas, vinculado ao Inpe, 99% dos incêndios em geral são provocados por ação humana, de maneira intencional ou não.

Alguns utilizam o fogo para limpeza de terrenos, queima de lixo, fogueiras e queimadas para fins agrícolas não autorizadas. As informações são do Estado de Minas.

Além disso, ações corriqueiras como jogar bitucas de cigarro pela janela do veículo, também podem ser causadoras de enormes queimadas. Por isso, faça o possível para evitar uma queimada e, caso se depare com uma no trecho, não hesite em denunciar para as autoridades.

 

Por Pietra Alcântara

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Você pode gostar
posts relacionados